sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Assisti ao filme A Cabana

Foto do banner de divulgação do filme

O filme baseado no livro de mesmo nome, conta a história de um pai desesperado pela perda da filha num passeio pela mata, supostamente violentada e morta. São muitas as críticas sobre os conceitos e crenças religiosas exibidas no filme. 

Aliás, críticas todas negativas, sobre a "verdade" nas mensagens dramáticas, ao cunho religioso, a vida plena de felicidade, possível, se houver o perdão. Para estes temas é exigido fundo de verdade, diferente dos filmes de terror, aventura ou ficção.

Alguém duvida da dor de um pai, em uma situação real, semelhante a representada pelo ator? Qualquer pessoa que assista ao filme fatalmente lembrará de algo "imperdoável" que tenha vivido. Porém, refletir e mudar o comportamento é penoso. Melhor então dizer _ é tudo bobagem. 

Esta cada vez mais difícil as pessoas se sensibilizarem. Se colocar num lugar de oração, encarar os problemas pessoais de qualquer natureza, aqueles que mais doem, os mais escondidos dentro si, tentar perdoar e não julgar.

Tente...perdoar quem lhe fez chorar.
Tente...perdoar quem lhe bateu.
Tente...perdoar quem lhe tirou o amor.
Tente...perdoar quem lhe roubou a felicidade e então venha falar que o filme não tem nada a dizer.

Tudo bobagem? Então perdoe.



Trailer do Filme

Abril de 2017
Direção Stuart Hazeldine
Atores: Sam Worthington, Octavia Spencer, Tim MacGraw.

Autor do livro: Willian P Young

As fotos postadas recebem descrição detalhada para acesso ao deficiente visual