terça-feira, 17 de setembro de 2013

Blogueira Profissional



                                     Imagem do banner do Blog Luz de Luma



                                Imagem do banner do Blog Desabafo de Mãe.


Vou responder, propositadamente, a pergunta no post de Ceila Santos e Sueli Sueishi do Blog Desabafo de Mãe através do meu #blognaoprofissional.

Penso que, considerar-se Blogueira Profissional independe de ser mãe ou não, falar sobre ser mãe ou sobre filhos.

Tenho um post, já bem antigo, onde falo sobre este assunto, em relação a mim mesma (link).

Nele relato toda a minha surpresa, quando "descobri" que qualquer pessoa poderia ter ou escrever um blog, não sendo ela uma escritora ou jornalista. 
Muito menos eu sabia que podia-se ganhar dinheiro com isto e que blogar podia ser uma profissão.

Hoje, já com mais experiência neste mundo da blogsfera, sei que tornar-se blogueira profissional, vai um pouco além de querer ou não.  

Ou você inexplicavelmente caí nas graças do público ou dos leitores e principalmente dos "patrocinadores", (assim como temos cantores e artistas nem tão bons assim), ou você tem competência para isto e com objetivos concretos investe para fazer disto a sua profissão.

A verdade é que a grande maioria das blogueiras (os), usam o blog como uma ferramenta lúdica.

Bem mais desenvolvido profissionalmente, do que as blogueiras de assuntos mães ou filhos, e isto não é uma crítica, estão as blogueiras(os), que tratam de assunto de moda/maquiagem/esmalte, turismo/viagem, e decoração.


*Nota: Alguns dirão que esta atitude de responder pelo Blog, é uma "jogada" para trazer leitores para o SuperLinda.
Quem sabe? rsrs

17 comentários:

  1. Bem, seja como for, se para trazer leitores ou não, eu vim! Rsrs. Mas vim porque o título do post me interessou! Gostei da colocação. Sigo vários blogs, dos que são escritos por felizes donas de casa entre uma panela e outra até blogueiras que são pagas para afirmar que tal batom é melhor que o outro! Penso que cada um tem algo de bom e útil para me ensinar. E tem dado certo. Gosto daqui pela maneira que escreve e pelos assuntos que aborda. Virei mais vezes. Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Ana, adoro quando alguém diz que gosta da maneira que escrevo. Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Entao vamos massagear um pouco mais tua auto-estima; também gosto muito do teu blog e sigo outros que nao tratam especificamente de filhos e/ou panelas, mas que sao generalistas e isto me agrada, pois meus bebes estao na faixa dos 40 anos e visitas a meus netos sao anuais. Na cozinha, sou principiante, atenta, curiosa e muitas vezes desastrada. Já, os esmaltes, me atualizo através dos blogs, pois manicure aqui é luxo e esmalte é baratinho (bem como tudo material de beleza). As viagens(internacionais), também escassearam, restando tours pela própria Europa. Assim, continuo me sentindo a eterna aprendiz...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida Silvia, rsrs A D O R O seus comentários. beijoss

      Excluir
  4. Peninha de você Silvia Helenice, só pode viajar pela Europa, pouca coisa para ver, não é mesmo ?

    ;)

    ResponderExcluir
  5. Seu blog está "Cada Dia Melhor", como fala meu tio Carlos Jr.
    Beijo minha linda !

    ResponderExcluir
  6. Oi Raquel
    Concordo plenamente contigo, existe mesmo a possibilidade de ser blogueira profissional, e são esses segmentos que vc citou que tem mais chances. Eu conheço uma que começou sem nenhuma pretensão e hoje tem um blogue de viagem muito legal, tendo patrocinadores, acho que vc conhece a Kellen do Trilhamarupiara. Muito legal o post!
    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luciana, vou lá ver este blog que vc indicou. obrigada por seu comentário.

      Excluir
  7. Oi, Raquel!
    A blogosfera materna é imensa!! :D Uma teia de aranha com vários sites e portais direcionados sustentando essa teia. Por isso não acho que os blogues de moda/maquiagem/esmalte estejam mais desenvolvidos profissionalmente.
    Não dá para fazer comparação, mas penso que a blogosfera materna poderia crescer bem mais e não cresce porque filho pequeno consome todo o tempo. O que deveria acontecer, eram as mães continuarem a blogar mesmo depois dos filhos crescidos com o aval da experiência adquirida. No entanto, conforme os filhos crescem, os blogues são deixados de lado, até porque essas blogueiras assumem outros compromissos profissionais.
    Você tocou em um ponto super importante, principalmente para aqueles que já começam a blogar a fim de ganhar dinheiro:
    "tornar-se blogueira profissional, vai um pouco além de querer ou não".
    Blogar não pode ser considerado um meio de ganhar dinheiro, mas sim um veículo que te abrirá portas para trabalhos além ou como meio de divulgação do trabalho que você já realiza.
    Então, vou ter que fazer um postezito também!!
    :)
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luma, acho que vou postar mais sobre minha experiência de mãe. Aguardando o seu postezinho. obrigada.

      Excluir
  8. Ah, esqueci de agradecer por você ter entrado para essa roda de discussão de forma tão problogueira! :) Aproveitando também para avisar que o link para o blogue Desabafo de Mãe está errado :P
    + Beijus,

    ResponderExcluir
  9. Coisa boa ter essa resposta via post! Ufa! Resgatando o ano de 2008 quando boa parte do meu aprendizado foi lendo blogs...Hoje já não faço muito isso, já não conheço tantos blogs e confesso que vir aqui me deu uma certa satisfação dejavu!
    Bem, eu entendi que a sua resposta é que o profissionalismo do blog depende do público ou dos patrocinadores, certo? Mas há chance do profissionalismo estar nas suas mãos se você for competente pra isso. eu não conheço blogs de moda porque não tenho grana pra estar na moda, então, não sei qual é o profissionalismo delas, mas acho que o tema moda é mto relacionado ao consumo e isso é um critério importante pq vai de encontro com o que os patrocinadores tem enfiando na garganta das mães, VALE REFLETIR SOBRE ISSO...pois o tema do blog também é um critério a ser avaliado, além do público e os patrocinadores.
    Obrigada! Vou ler seu link pra tentar entender melhor o que vc tá querendo nos alertar!
    Valeu!

    ResponderExcluir
  10. Ceila, prazer ver vc aqui. É isso mm que vc comentou. O profissionalismo neste ramo está mto ligado a consumo. P vc se tornar profissional, vc tem que largar seu trabalho atual e ganhar para blogar. Para blogar com alguém te pagando, só se vc vender e na venda está o consumo. Vc não precisa ter dinheiro para blogar sobre moda, mas para fazer dele um blog profissional precisa vender para alguém te pagar. Abr

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raquel e Ceila, discordo totalmente que seja blogueiro quem tem um blogue destinado apenas para vendas. Ele não é um blogueiro, é um vendedor. Blogueiro em essência vende ideias e opinião - Blogar é exercer a escrita, desenvolver o pensamento. Você pode até vender algo que seja ligado ao cotidiano do blogue, com livros dos blogueiros escritores, trabalhos manuais das blogueiras artesãs... mas se o blogue for exclusivo para venda de produtos de terceiro, não podemos considerar o editor um blogueiro. Será que deu para captar a minha opinião.
      Fiz um comentário no blogue da Bia Reis que tem muita a ver com o comentários de vocês.
      http://www.jubiart.com.br/2013/09/o-que-e-ser-uma-blogueira-profissional.html

      Excluir