quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

NATAL, A Síndrome de Final de Ano

NATAL, A Sindrome do Final de Ano.

A frase " Não gosto desse clima e de final do ano" é frequentemente dita por muitas pessoas neste período do ano, apesar de todas as mensagens de paz que lemos e ouvimos. Uma espécie de tensão emocional pré natalina paira sobre nós. 
O quadro que vivemos, sentimos e vemos é meio caótico. Nos consultórios médicos, não há mais horários, nas ruas o trânsito está sempre  c o n g e s t i o n a d o, no comércio o número que calçamos ou manequim que queremos acabou, e se não nos apressarmos não dará mais tempo de encomendar a ceia.
Com qualquer pessoa que você  fale, ela estará com pressa (mais do que o normal), cheia de coisas à fazer e em estado de corre-corre acelerado. Demonstram internamente uma tristeza que não sabem explicar, uma angústia, um sentimento estranho, que as levam a dizer a frase inicial desse texto.

Os motivos alegados são os de que as pessoas fingem estar felizes, que há crianças pobres e ou nos orfanatos, porque há pessoas que vivem em estado de miséria, que Papai Noel só existe para os ricos ou ainda que estas festas não tem graça a partir da perda de algum ente querido.

Meu argumento é muito óbvio para derrubar esses pensamentos: Em qual momento da sua vida, você não tropeça nesses fatores do cotidiano citados acima? Você tem esse sentimento 365 dias por ano? Por que fazer justamente do único período do ano que temos para fazer uma grande festa, o dia de pensar nas desgraças e tristezas da vida? Ou você também não curte um Carnaval, uma Páscoa, um feriadão qualquer, porque lembrar das pessoas nos presídios, dos doentes nos hospitais, ou perdeu alguém querido...?  

Há pessoas que "não gostam do Natal", mas não deixam de ir para praia, nesse mesmo período, tomar cerveja e "aproveitar a vida" que diz ter direito.

Talvez o que você não goste, seja o tom piegas da mensagens de amor e paz, nascimento de Jesus, presépio com os 3 Reis Magos e seu significado ou a benção do Papa na Missa do Galo?  Que tal, então, você deixar isto para quem crê? Que mal há nisso?

Tudo é verdadeiro.

O Natal é uma Festa! O Ano Novo é uma Festa! 
Simples assim. Simplesmente a maior festa do mundo .  
Divirta-se. Aproveite e se faça uma pessoa melhor para você mesmo. Certamente estará ajudando, no mínimo os que o rodeiam.
FELIZ NATAL  e PRÓSPERO ANO NOVO.

domingo, 4 de dezembro de 2011

Passeio de Fim de Ano do CART é Sem a Família




Estranho esse título? Mas é a pura verdade!
Todo final de ano para agradecer as pessoas que trabalham comigo, pelo estress, cobranças e resultados, sempre ofereci  um jantar, um presente, uma cesta de natal coisas normais em qualquer emprego.
Certa vez comecei a pensar em algo mais marcante e que pudesse servir também de motivação para enfrentar o ano que vem pela frente. Foi quando imaginei um passeio fora de Joinville, que incluisse um pernoite em hotel com direito a café da manhã. Coisa muito comum para uns e completamente nova para mulheres que como "as minhas" trabalham fora e quando voltam para suas casas encontram  a família, motivo de sua felicidade, acompanhada de um tanque de roupa para lavar e passar, louça empilhada na pia, comida para fazer.
Inspirada no prazer que tenho em acordar com um delicioso café da manhã, resolvi fazer da festa de final de ano do CART,  Uma Noite No Hotel. Inspiração que veio acompanhada de um problema...e a família? Sim porque tirar a mãe , a mulher, ou a namorada de casa não é tarefa  fácil. Mas vamos também reconhecer,  que,  nada mais chato do que ir no encerramento de ano do trabalho do seu marido ou sua mulher....onde todos ficam muito pouco à vontade. Então resolvi: não pode levar marido ou mulher, namorada(o) nem mesmo filhos.  Será um passeio só nosso . Decisão Certeira. O Programa sempre inclui muita diversão. Já fomos na feirinha de domingo do Largo da Ordem em Curitiba, com direito a assistir o Coral de Natal das Crianças, Parque Beto Carreiro, teleférico de Balneário Camboriu com pernoite em Pousada em Bombinhas, passeio de trem em Rio Negrinho e hospedagem no Hotel de São Bento do Sul,  Cataratas do Iguaçu ( essa já foi comentada em http://superlinda.com/raquel/?p=16....)
Para mim, a Noite No Hotel....ou como elas(es) falam o Passeio do CART ,é compensador  e  quando  encontro  essas mulheres (14) e homens (2) no café da manhã ...parecendo crianças com aquela cara de estar  de alma lavada tenho a sensação do dever cumprido por mais um ano.
Obrigada, Eu.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Em Tempo: Jobs Entre o Bem e o Mal




O Programa Fantástico apresentou no domingo mais uma reportagem sobre a morte de Steve Jobs. No dia de sua morte o Faceboock e o Twitter literalmente bombaram com este assunto que aos poucos foi sendo substituído por outros  de pessoas indignadas com o endeusamento dado a Jobs e fazendo publicações do comportamento negativo dele como pessoa ou desvalorizando o produto por ele criado.
A importância das pessoas está naquilo que ela representa para você. Eu, por um problema de Q ou de I , (rs) expressão que copiei de uma amiga, quando quer se referir à algo que não consegue fazer, não sei usar o Windows. Minha vida com computador só aconteceu a partir do momento que tive acesso ao Mac. É tudo muito simples, nada trava, abre qualquer arquivo, enfim… É importante que hoje tudo seja digitalizado? Que tenhamos notícias do mundo inteiro em tempo real? Livros e revistas digitais, musicas, estudos e pesquisas na web? Ele não criou tudo isso, mas a sua participação é incontestável. Ah! meu Iphone que já vem com Ipod, meu Ipad  que me permite acessar a internet sem ponto de acesso …objetos de puro prazer!
Eu não sei se Jobs, era um ser humano bom ou ruim, humilde ou arrogante, eu o admiro por ter criado algo tão simples de manusear e de tanta qualidade quanto é qualquer produto Mac.
O endeusamento de pessoas depois que morrem é algo que não se explica. Qualquer viúva passa achar o seu marido falecido a melhor das pessoas, mesmo tendo comido o pão que o diabo amassou ao lado dele. Se morrem e  são famosos então…nem se fala. Quem não acha que  Cazuza foi o maior poeta de todos os tempos, corre o risco de ser linchado. O que ele fez como pessoa e filho? Quais as grandes contribuições que ele deu à humanidade?
Michael Jackson passou a ser o maior talento musical do mundo, após sua morte. José de Alencar se transformou no político e empresário exemplar "como  nunca tivemos na história deste país", porque lutou bravamente contra um câncer. Quem não faria isso estando doente e com os recursos abundantes que ele possuia? Todos os anos milhares de fãs ainda levam flores para John Lennon que ficou imortalizado por suas  músicas e até hoje ainda se comenta a semana em que junto com Yoko Ono, ficou sem fazer nada num quarto de hotel em sinal de protesto. Foi este o seu grande ato de bravura?  Num caso bem mais  recente tivemos a morte de Amy Winehouse, com uma voz maravilhosa não teve capacidade  de cuidar de sua vida pessoal, sempre envolvida em escândalos e drogas e foi motivo para homenagens e endeusamento, de muitos e indignação de outros nas redes sociais e na mídia.
E assim será para sempre…se  pesquisarmos jornais e revistas, noticiários de TV, nos momentos pós-morte de pessoas famosas, vamos nos deparar com o massacre que a mídia faz com repetidas reportagens sobre a vida e obra  de pessoas cuja importância é relativa se analisarmos sob o ponto de vista ou gosto pessoal de cada um de nós ou tão grandiosa quanto a admiração que podemos ter pela sua obra.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Minha Semana Stressante - Parte II

Finalmente terminou a reforma da reforma e chegou o dia da mudança.É dia de vestir a roupa mais surrada, prender o cabelo com aquela piranha amiga que não nos abandona nunca e começam a subir as caixas, essa vai prá lá, aquela na cozinha, a outra no quarto, e aos poucos estão todas na tua frente, e sem saber por onde começar, o jeito é desembrulhar e ir descobrindo tudo que estava encaixotada há 10 meses. Depois de tanto tempo sem ver, algumas coisas parecem compradas novas, experimente...
Porém, colocar uma casa reformada ou nova (recém-construída ) definitivamente é stressante. Chama o eletrecista, porque alguns interruptores não funcionam. Chama o cara o gás porque o aparelho de gás não está esquentando o chuveiro. Não dá para conceber que uma fabrica de móveis faça um painel para fixar uma TV e esta peça não tenha as saídas necessárias para a fiação, mas isto aconteceu. Chama o cara da Sky, que virá no dia agendado, entre 8:30 e 17:30 hrs. Pode? Ou seja o dia inteiro, e ainda não conseguiu executar todo o serviço por causa do tal móvel. Mas ele deixou o ponto da sala ok, pelo menos para termos acesso as notícias, que só foi ativado no dia seguinte...Um parênteses aqui. A Fabiana Muerer foi campeã mundial de salto em altura e eu não estava sabendo..risos.
E acredite se quiser, numa cidade onde tudo é voltagem 110, a tomada da lavadora de louça (eu não vivo sem ela) foi feita na voltagem 220 e, queimou o meu objeto de primeiríssima nessecidade novinhaaaaa! E coisas pequenas, a torneira do tanque que não encaixava, o vazamento da pia da cozinha ( vai ter que tirar todo o granito para reparar)Etc etc etc.
Hoje enfim tudo parece estar quase tudo resolvido, a Joseane que trabalha comigo hà 9 anos me disse "ainda bem que a senhora não stressa" e eu respondi " a única coisa que me stressa é doença ou qualquer situação de perigo que meus filhos possam passar". Fora isso, todo o resto é incomodação muito simples de resolver. É SÓ CHAMAR O CARA QUE FEZ ERRADO.
E como eu só tenho que esperar, para comemorar o fim (ou quase) da re-reforma, fui assitir o filme "Onde Está Felicidade?" com a Bruna Lomardi. Filme da categoria Comédia Light, muito divertida, ri muito. E a conclusão que eu cheguei sobre a felicidade, é de que eu não preciso (já sabia, agora tenho certeza) fazer o caminho de Santiago de Compostela, para saber onde ela está.

sábado, 24 de setembro de 2011

A Minha Primeira Corrida De Rua...Frustrante








Minhas caminhadas tiveram início na tentativa, primeira e única, de parar de fumar. O sucesso obtido ao vencer este "sacrifício", o de parar de fumar,  delego a minha disposição em fazer atividade física.
Hoje eu faço musculação por absoluta concientização da necessidade de combater a perda muscular, faço pilates por absoluta concientização de que é este o exercício que me manterá "homo erectus" e faço atividade aeróbica por absoluta conscientização que é ela que me manterá no peso adequado e longe das minhas enxaquecas. A sensação pós-atividade aeróbica  é aquela de sentir-se com a alma lavada e é esta a atividade  que  faço,  realmente, por prazer!
Há anos venho querendo, ensaiando, tentando e principalmente… fugindo das corridas de rua.
Por vários motivos, muitas vezes adiei esta atividade. Ela exige muito  esforço e treino, cansa demais e  por isso mesmo, dá preguiça!  No entanto,  os motivos mais fortes são aqueles que estão  lá no nosso subconsciente:  vez ou outra ele te aponta o caminho para  enfrentá-los e você perde ou ganha. Eu resolvi vencer e correr, não vencer a corrida e, sim, vencer o desafio. A vaidade pessoal se aflorou e me desafiou a participar da minha primeira corrida de rua.
Tomei a atitude e me inscrevi na I Night Run de Joinville, o que  me causou, inicialmente, nervosismo, ansiedade  e  muito medo de encarar um possível fracasso. Decidi então,  treinar com o objeto de fazer os 5K  sem intervalo de caminhadas e de fato  participar  correndo o percurso inteiro.
Estou pronta. Cravei os 5K. O grande dia chegou e eu estou aqui com uma enorme bolsa de gelo no *pé, ataduras coloridas colocadas por minhas *fisioterapeutas, na tentativa de alegrar a minha tristeza e um  enorme sentimento de frustração.
Neste exato momento sei que nada vai modificar esta situação e, para não fazer disso um drama, transferi "correndo" os meus pensamentos para outro evento: me inscrevi e vou fazer a minha estreia em corrida de rua  na próxima, semana em Curitiba.
A Night Run de Joinville, vai ter que  esperar o próximo ano para  me ver  e, quem sabe, até lá, posso cravar 10K e comemorar.
Aguardem-me

*machuquei meu pé descendo o meio fio da calçada.
*Cristiane Delboni e Ana Paula Barrocal

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Nada é Como COMO !



Nada É  Como COMO!

Quem ler este post pode não entender nada, mas há um ditado que diz :" quem viver verá"!  

Estou em Curitiba, é sábado à tarde e fui ao Shopping . No caminho, observei como é tranquilo andar pelas ruas de Curitiba nos sábados à tarde, aliás, como em qualquer cidade  brasileira: não há ninguém nas ruas e o trânsito flui muito tranquilamente.

Foi este pensamento que me trouxe à lembrança, de um sábado à tarde, quando  eu, como todo turista, passeávamos pela cidade. Me chamou a atenção a  grande quantidade de pessoas que havia nas ruas e  o quanto  estava congestionado o trânsito. Quando chegamos ao hotel em que estáva hospedada, perguntei ao porteiro se havia alguma comemoração especial na cidade. Ele não entendeu o questionamento como se não tivesse muito sentido àquela pergunta, até que me fiz entender. E o porteiro, muito tranquilamente, respondeu que não havia nada de especial, somente que era um sábado. E como ninguém, na cidade, trabalha aos sábados à  tarde, as pessoas saem às ruas para passear, conversar, ver amigos.
Eu estava na cidade  de  COMO, Itália.

domingo, 21 de agosto de 2011

Pai Nosso Que Estás No Céu ...


... continue sempre nos ajudando a resolver nossos problemas

Eu tenho um problema. 

Não gosto de ler, não gosto de ler principalmente livros, problema que se agrava, sendo filha de quem sou (*) e  que sempre me disse:  Tem de ler, ler, ler e ler. 

As pessoas podem pensar que ela não me incentivou à leitura na infância ou simplesmente, que não herdei essa qualidade da minha mãe. "Coitadjinha" da minha mãe, levou a culpa de tudo.

Sempre tentei compreender o porquê. 

Pensei ter resolvido o assunto quando encontrei uma  explicação baseada na minha profissão.  

Tenho um "vício de leitura", se isso não existe, assim como existe o "vício de linguagem" na gramática da Língua Portuguesa, eu criei um agora, porque é o que eu tenho.  

Para que eu execute corretamente meu trabalho, tenho que ler  as primeiras linhas, algumas no meio, e as (+ou-) dez últimas linhas, mesmo que o documento que esteja na minha mão, tenha 5 ou 100 páginas. Só preciso das informações encontradas nas linhas que já citei. 

E através do esforço repetitivo de ler o começo, o meio e o fim, eu adquiri o péssimo hábito de não ter paciência para ler os autores que se detém em intermináveis descrições e detalhes. 

Sempre tive mais simpatia por leituras rápidas de jornais e revistas. 

Fazer trabalhos na faculdade, onde tínhamos que resumir textos….era o meu forte.

Quando conheci o Twitter, o Facebook e o Blog, encontrei uma  leitura rápida com a informação completa. PERFEITO. 

Minha afinidade foi imediata com esta linguagem. 

Realização mesmo veio quando  na VEJA  n° 2229 de 10 de agosto de 2011 li que foi lançado (ainda em inglês) um manual para tweets "Microestilo: A Arte de Escrever Pequeno" de Christopher Johnson, que, segundo a revista, é um seríssimo manual de estilo para quem quer se aprimorar na comunicação com um mundo em que qualquer mensagem além de 140 caracteres parece um livro. 

Fiquei interessadíssima, descobri que a minha leitura ideal existe, quero ler e estudar o livro, chego à conclusão de  que  não tenho nenhum  "vicio de leitura", muito menos um problema do qual devo me envergonhar ou me corrigir. 

Seria pedantismo demais dizer que estou anos à frente no mundo da moderna linguagem de  leitura rápida e só agora alguém resolveu escrever e publicar sobre este assunto? risos.

Obrigada Senhor, por me ajudar a resolver mais este meu problema!



Nota * http://milaramos.com/site/

sábado, 6 de agosto de 2011

Renata Ceribelli Na Capa da Revista Claudia



Renata Ceribelli Capa da Revista Claudia 

O Programa " Medida Certa" teve enorme alcance de influencia sobre o público,   por mostrar pessoas famosas lutando contra a balança como qualquer ser mortal, diferente de artistas e modelos que como num passe de mágica, aparecem dois  meses após  uma gravidez com um corpo invejável, fazendo  nos sentir um lixo, criaturas sem força de vontade , incapazes e com a auto estima baixa.
Foi bom como aprendizado, vimos que os dois participantes Zeca Camargo e Renata Ceribelli fizeram a dieta alimentar e os exercícios físicos diariamente, mesmo estando em viagem e  trabalhando, desbancando aqueles que usam a falta de tempo para se dedicar ao exercício físico e cuidado com a alimentação . Vimos momentos de desânimo, irritação , boicote  ao chocolate, oscilações de humor como qualquer um de nós um dia já teve. Vimos a perda de 7 a 8 kgs em 3 meses, quando nossa meta é perder este total em 10 dias, para entrar naquele vestido que queremos usar numa festa.

O programa foi realmente muito bom e logo se percebe que surtiu efeito, vendo a Renata Ceribelli na capa da Revista Claudia, com todos os louros a que tem direito como  reconhecimento pela sua conquista.

No entanto, a  Revista Claudia, voltada essencialmente à mulher, contribuiu definitivamente para que a idéia da perda de peso "politicamente correta"  até então focado pelo programa...desmoronasse  e fez prevalecer a idéia da beleza falsa,  emagrecimento mágico e instantaneo  com o uso do PHOTOSHOP, visível a olho nú,  para ilustrar a capa da revista.

Será que o produtor, editor, diretor, fotografo e a própria Renata Ceribelli , que com certeza participou a escolha da foto de capa, não se preocupou com a contradição entre a mensagem apresentada no programa e a imagem  da foto de capa?

O lucro$$$ com a venda da Revista  é igual ou maior do que  a vaidade...?

Fiquei um pouco decepcionada,a mensagem agora, parece que é a de  que teremos uma nova candidata a rainha de bateria neste carnaval.

domingo, 17 de julho de 2011

O Filme RIO ou a Alegoria Nacional




Rio ou Alegoria Nacional

Depois de um almoço de domingo em casa, nada melhor do que assistir um filminho com os participantes da mesa incluindo a minha mãe que é sempre a mais animada para este tipo de sobremesa.

Hoje eu tinha o ''RIO" e fomos assistir. 

É encantador…as cores, as músicas, os personagens bonecos que parecem humanos, até a cacatua do mau é linda. 

Uma bela propaganda para um país que sediará a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016. Se eu fosse uma gringa lááá da Conchichina (http://pt.wikipedia.org/wiki/Cochinchina) e estivesse assistindo este filme, sairia imediatamente para comprar o meu pacote de viagem para estes eventos esportivos e conhecer este Brasil maravilhoso. 

O filme mostra as mazelas dos traficantes de aves tropicais do Brasil de forma romanceada onde o bem vence o mau e as favelas fazem parte da cultura e não da condição social de cada um.

Este filme levou os meus pensamentos aos tempos de aluna do Colégio Santos Anjos, quando ensaiávamos o "jogral" comemorativo à semana da pátria declamando em alto e bom tom: ALEGORIA NACIONAL "Moro num país tropical abençoado por Deus e bonito por natureza…" enquanto isso o pau comia solto no Dops  e Médici era o Presidente da República.


domingo, 26 de junho de 2011

Eu, Meus Amigos e o Facebook




Dedicatória do livro: 
René Rémond, Pierre Chaunu e Eulália te ensinaram a história. 
Espero que Dona Benta te faça uma boa dona de casa. 
Com um abração da Marilisa. 
1977



Sem querer "filosofar" sobre a influencia do Facebook sobre as pessoas,  vou falar de um fato onde a atualidade do Facebook trouxe boas lembranças do passado.

Acho que não ter um perfil é estar fora do mundo, esse tipo de vivência ou convivência nos dias de hoje, é  uma realidade. E é porque estou no facebook que encontrei pessoas que conheci na infância, não na minha, mas na infância deles, estou falando de Albano Schulz Neto e Ana Paula Dória Machado, filho e sobrinha da minha amiga de faculdade Marilisa Balsini Schulz. Essa só encontrei por aqui, porque seu filho criou um perfil em seu nome, mas ela ainda "não sabe como mexer nisso" risos.

Foi numa conversa entre o Albaninho e a Ana Paula, sobre receitas e comidas, que vieram as lembranças dos tempos em que entre os ensinamentos do nosso curso de História na FURJ (Fundação Universitária da Região de Joinville), a Marilisa nos incentivava  também à cultura da boa culinária.

Era assim como quem sugere o uso da Cartilha  do ABC para alfabetização, ela presenteou a mim e à outras amigas em comum (Helo, Sandra, Silvana,Claudete) este antigo livro D.Benta, que fui buscar nos meus guardados.

Já amarelado e colado com durex para mostrar através da modernidade do scanner e do Facebook,  aos meus novos amigos que conheci crianças.

É uma lembrança querida que tenho da minha  amiga.


Marilisa,
Eu  não sei cozinhar até hoje,  mas quero te ver  interagindo no Facebook.
Beijos Raquel

Da esquerda para direita Silvana, Raquel, Marilisa, Claudete e Sandra, em viagem da faculdade para Antonina (PR).


sábado, 25 de junho de 2011

Feliz Aniversário Mãe




Hoje com este assunto quero dar um PARABÉNS PRA VOCÊ NESTA DATA QUERIDA, MUITAS FELICIDADES , MUTOS ANOS DE VIDA, VIVAAAA A MÃEEEEE! ! ! e dizer que há anos as mulheres têm condições de ocupar cargos com muita, mas muita  competência e dignidade. Zelândia Ramos dos Anjos, Mila Ramos, Zê,  MINHA MÃE é uma mulher com competência, dignidade  e principalmente sensibilidade, que  nem sempre foi reconhecida para ocupar cargos políticos/executivos como  ambicionava pois a razão não consegue andar abraçada com  a sensibilidade…no máximo de mãos dadas...
As mulheres citadas por Miriam Leitão devem muito à professora e poetisa, Zelandia Ramos dos Anjos/Mila Ramos o espaço que estão tentando ocupar hoje.
Beijos e parabéns  Mãe!  Continue sempre nos ensinado.

Meu Post no Facebook:
"O que eu não concordo é com a obrigatoriedade de indicar mulheres, como desforra, pelo fato da presidente ser mulher, como necessidade de mostrar nossa competência. EU não tenho necessidade de provar nada para ninguém, EU sou competente porque sou COMPETENTE e não porque sou mulher.
Calma, rapazes - Míriam Leitão: O Globo
oglobo.globo.com
Uma foto nos jornais da semana passada mostra Dilma num encontro com governadores. Ela está na frente, cercada por um mar de homens, atrás está Ideli Salvatti. A foto informa: as mulheres começam a chegar no poder que é quase inteiramente masculino..."

sábado, 11 de junho de 2011

Minha Semana Stressante




Mesmo com removedor fazendo faxina eu sou bem linda ?


Esta semana foi um stress só. Quem  que em fase final de construção ou reforma de casa/apartamento não se stressa ?  O prazo de entrega da obra, claro, não foi cumprido, a mudança dos móveis não pode ser concluída, a pintura das paredes,  como toda pintura, apresentou irregularidade no teto, o lavabo não foi pintado com a cor correta, os dutos para passagem de cabo de telefone, internet e tv…bloqueados e para encerrar a semana  o piso vai ter que ser refeito. O que consola é que se eu não tivesse visto tudo isso agora, pior seria com a mudança concluída.
Isto é motivo de stress? NÃO É  MESMOOO!  Dever ser para os profissionais da área que vão ter que dar um jeito,  mas para mim, ou qualquer outras pessoas que estejam passando por isso e que costumam fazer disso um drama…..por favor….? Vai ser muito bom entrar na casa ou apto novo não vai? É uma delícia escolher a cor das paredes, os pisos, as torneiras, os armários da cozinha, dos quartos, espelhos, tomadas, pegadores .
Tudo o que dá errado, é verdade , as vezes até dá vontade de chorar….mas stress para mim é uma coisa muito diferente.
E acabou a semana, com a grave questão do piso a ser resolvida, depois de passar um dia de gata borralheira, atravessei a rua e fui ao cabeleireiro fazer uma escova e as unhas, afinal hoje é 6a.feira. E,  como que adivinhando todo o meu "stress" elas me colocaram no lavatório onde a poltrona é reclinável   que vibra massageando o corpo e suspende as pernas láááá no alto enquanto no couro cabeludo a mão habilidosa da cabeleireira completa o serviço de  fazer-me  sentir cinderela.
Stressante a minha semana, não?

sábado, 4 de junho de 2011

Aulinha Da Nova Moda Fashion









Em tempos de Fashion Rio tenho escutado com mais assiduidade a nova moda de falar dos fashionistas e modelos, e em  conseqüência disso, essas expressões tornam-se cada vez mais usuais entre os jovens. 

Agora é moda incluir o SUPER antes do verbo em qualquer expressão. 

O uso do SUPER é assim:  Ex: Eu super achei lindo, eu super curti a festa, eu super gostei do look, super amei tal coisa…e assim vai. 

Eu "super" diria, que é mais ou menos "thjipo" de quem começa uma frase sempre usando o "então…"  ou o já antigo, "vou poder estar fazendo, estar olhando, estar providenciando" etc. etc. 

Falou-se muito nos últimos quinze dias sobre o uso de  cartilha  nas escolas com erro de português (inadmissível), mas e esse tipo de linguagem que surge, não se sabe de onde, como modismo (este último é erro). 

Erro de português, sim, e dói nos ouvidos de qualquer um essa construção, como vamos combater? 

Só corrigindo nossos filhos em casa? 

Pelas várias dificuldades de construção que nossa Língua exige, é muito difícil  falar corretamente o português.  

Sou mais tolerante com um erro falado ou escrito que a escola pode corrigir, do que com essas expressões criadas para enfeitar uma linguagem dita “moderna”.

Deus me livre dessa super linguagem! ( este super aqui é correto, porém esnobe).



CONSULTA TÉCNICA:  Mila Ramos. Eu não poderia correr o risco de postar um tema deste, sem antes consultar a minha mãe. Esta sim, é SUPER , HIPER, MEGA conhecedora do português correto.

domingo, 29 de maio de 2011

Os Meus 70 Anos




Até os 30 anos fazer 70  é uma preocupação que simplesmente não existe, aos 40 essa idéia começa a existir mas não como uma preocupação, aos 50 anos sim, ela já existe mas de forma natural e, a partir de então,  passa a ser um objetivo chegar aos 70. Mas como? Como se faz para chegar aos 70 anos? Em qualquer manual de instruções do bem viver encontramos o passo a passo onde, basicamente, sabemos que é cuidar da alimentação e fazer atividade física.
Chegar aos 70 não me preocupa obsessivamente uma vez que não somos nós que batemos o martelo do Sim ou do Não, porém, quero chegar lá sim, aliás, quero ir além dos 70…  não tem quem não queira.
Particularmente acho que a velhice é ingrata, como seria bom ter o físico de 30 anos com a maturidade dos 50. Mas se aos 50 já nos achamos muitoooo melhores do que os jovens de 30, seríamos insuportáveis se ocorresse em nós uma melhoria física a cada ano em que fóssemos envelhecendo.
Todas essas idéias são para dizer que hoje, ao festejar os 70 anos de aniversário da Hildinha, quero chegar nos meus como ela, com o  espírito de quem se prepara para uma festa, pintando as longas unhas com adesivo de oncinha, não importando o julgar do se é bonito ou feio, se combina ou não, o que  retrata o real significado de um espírito que traduz alto astral e alegria de estar efetivamente vivendo.

sábado, 21 de maio de 2011

Marcha da Maconha


uol.com.br - Monkey News - (Samuca)

Isso sim é um assunto polêmico…na minha casa vão dizer "a mãe exagera em tudo, deixa que cada uma sabe o que faz…".

Mas…vamos lá. Vou estabelecer antes que quando me refiro a  cigarro é o legalizado e maconha é o cigarro não legalizado.  Parei de fumar cigarro e como todo ex-fumante, se der uma tragada hoje, sou capaz de voltar a fumar com a mesma intensidade como fazia há 25 anos, o que significa que a gente pára de fumar mas não se cura do vício.  No decorrer destes anos, surgiram campanhas acirradas contra o cigarro, a mais importante para mim é a que limita os lugares para fumantes e não fumantes e atualmente esses lugares estão cada vez mais restritos para os fumantes. Ótimo, porque o cheiro é ruim e a fumança sempre atrapalha.  Agora…você já se preocupou com o que a pessoa que fuma sente ao ter que se afastar do seu grupo para fumar como se fosse algo contagioso ou proibido? Vários deles já relataram que se sentem discrimados, mas fazer o que se fumar em lugar público é proibido. Paciência.

Daí…neste fim de semana só se fala na Marcha da Maconha e das passeatas  proibidas por Ordem Judicial.  Os manifestantes querem o que?  Com a legalização mais cedo ou mais tarde vão querer  que permitam fumar em lugar público, vão fazer justamente o contrário, do que falei sobre o cigarro vão fazer campanhas acirradas para estimular o uso da maconha em bares e restaurantes. Já que se sentem tão reprimidos, vão querer lutar mais e mais pelos seu direitos. E essas mesmas pessoas são as que mais combatem os que fumam cigarro. Contradição.

Estamos na luta contra o cigarro e eles na luta a favor da maconha. Panfletos e gritos de abaixo a repressão..????  Só rindo…

E o fedor da maconha que vamos ter que sentir, fedor sim,  porque aquilo não é cheiro…e dá para dizer que se comparado, o cheiro do cigarro é uma verdadeira lavanda.


terça-feira, 17 de maio de 2011

O Homem É Um Bicho.




HOMEM, não como um ser humano, mas como definição do sexo masculino, é um bicho quando se trata de necessidade sexual. NÃO!  Ele torna-se um bicho quando a sua necessidade sexual vem acompanhada de poder, impunidade, insanidade e a certeza do  "não dá nada".
Conhecemos histórias de estupro contra a mulher desde que o mundo existe. O caso do diretor do FMI que atentou contra uma camareira do hotel onde se hospedava, está nas páginas dos jornais como sendo um acontecimento "extraordinário". Vejo  pessoas incrédulas se perguntando "como pode?",  deixando a impressão de que  os casos de estupro  só são praticados por pessoas pobres, bêbados, drogados e desempregados.
Temos conhecimento deste mal cometido por  reis,  senhores de engenho,  presidentes e  patrões através dos tempos  e relatos em filmes, livros e depoimentos.  Estupro é igual a mente doente. Homens assim  estão em todos os lugares, classes, níveis sociais e culturais.   Eu diria que o azar do sr Dominique Strauss-kahn foi que  na hora em que ele surtou,  deu de cara com uma mulher corajosa e tão "macho" quanto  ele mesmo.  Seu animal!

sábado, 30 de abril de 2011

É Isso Mesmo. Vou Falar Sobre Os Gastos Do Casamento Real.




Que direito temos de "malhar" a vida que levam ou da festa que fazem, se eles estão lá,  felizes da vida, aproveitando um dia de festa, "o dia do Casamento Real", assim como nós festejamos uma semana inteira, "a semana do Carnaval", eles com a monarquia deles e nós  com a nossa democracia, maravilhosa é verdade, mas cheia de corrupção, de centenas de assassinatos diariamente nos jornais,  de pessoas morrendo nos corredores dos hospitais, etc etc etc. e nos preparando para gastar (quanto mesmo?) para as Olimpíadas e a Copa do Mundo?
Estamos falando de um povo culto, com qualidade de vida, com história, com liberdade de expressão, sem censura de imprensa  e  não de um povo oprimido ou alienado. Eles se orgulham do que são e do que têm .
Após o casamento,   um cordão humano formado pelos guardas britânicos comandou  os passos do "povão Inglês" para chegar em frente ao Palácio de Buckingham e ver o tão esperado beijo dos noivos. Alguém viu tumulto, correria, empurra empurra? Não! Os ingleses se comportaram com  educação, dignidade, demonstrando ser  um povo com  auto estima elevada e amor próprio, orgulhosos da vida que têm com sua monarquia, sua alteza real e seus príncipes.  E vemos, por aqui, pessoas que não pagam  impostos para a Inglaterra, mas também não a tiram de seu roteiro turístico, ficarem preocupados com o quanto vão gastar na festa de casamento do herdeiro do trono.
No dia em que o mundo  parou para ver  a festa e a beleza , não do país tropical, e sim da Monarquia  Inglesa, o assunto sobre os gastos da festa e o regime de governo quis, mas não conseguiu,  abafar a grandeza da festa.

Vale a pena acessar este link .

quinta-feira, 21 de abril de 2011

MULHERES EVOLUÍDAS, segundo a Bombril






A BomBril lançou a campanha "Mulheres Evoluídas". Na primeira vez que assisti, não gostei da mensagem que meu cérebro leu e não gostei na segunda, na terceira....continuo não gostando e o que é pior estou me revoltando .  Evoluimos tanto que  basta  bater na mesa, falar grosso, gesticular sinalizando o uso de uma arma, e pronto estamos tão poderosas quanto os  homens. Que maravilha! Ah! mas não podemos deixar  de  lembrar que somos incapazes de abrir um vidro de palmito.
Não dá mesmo para  conquistar nada em lugar algum, se mulheres inteligentes, independentes, resolvidas, formadoras de opinião, com destaque na mídia,   se prestam a propagandas desse gênero cujo produto a ser vendido, além de tudo, é o de 1001 utilidades no serviço de lavar o chão e panelas, para o qual não é preciso pensar e nem raciocinar.
Impossível imaginar o valor  pago a essas  mulheres protagonistas da peça publicitária  para representarem tão mal a imagem da mulher, pior ainda é saber que são elas e mais um milhão de pessoas que acharam a propaganda muito boa, os responsáveis pela educação e formação de nossas crianças.

sábado, 16 de abril de 2011

E Você Tá Reclamando... DO QUÊ ?




Vendedora de tangerina e caqui, foto tirada nesta manhã em frente a minha casa


Eu reclamei a semana inteira do excesso de trabalho que tive , foi inclusive assunto de um post que fiz no twitter. Meu emprego exige entre tantas outras coisas, que sejam impressas folhas, folhas e mais folhas diariamente para encaminhá-las aos setores correspondentes. E haviam tantas, que foi motivo de um expediente ao meu superior informando que haveria atraso na execução do meu trabalho, como de fato houve, fora tantos outros problemas que surgiram e que eu com a minha equipe fomos resolvendo, mas foi uma semana daquelas...que costumamos dizer:  chega o sábado e não passa a sexta-feira. E o que tudo isso tem a ver com a foto ilustrativa?

Enfim... chegou o sábado cheio  de sol ! Com algumas coisas que precisava fazer no centro da cidade, resolvi sair caminhando, aproveitando para fazer o fitness do dia.  Ao sair pelo portão encontrei esta senhora, a da foto, e resolvi comprar tangerina e caqui que ela estava vendendo. Quis comer uma tangerina na mesma hora, e pedi se ela poderia descascar uma  para mim. Me desculpei, para que não se sentisse ofendida, dizendo que não posso descascá-las porque o cheiro que deixam na mão me causa enxaqueca (o que é verdade) e dor de cabeça. Ela nem esperou eu terminar e começou a fazê-lo e gentilmente foi falando, como que para me confortar, que ela também tinha muita dor de cabeça e por isso arrancou (termo usado por ela) todos os dentes... Ela deu o seu recado (rs)  e seguiu o seu caminho empurrando um carrinho de mão lotado de tangerinas e caquis.

Fiquei olhando e como o conjunto que vi era lindo, comecei a fotografá-la. De repente ela parou, descansou e novamente pegou o seu peso seguindo no sol quente a fazer o  seu trabalho . E eu fiquei pensando no meu. Estou reclamando do que mesmo?


sexta-feira, 15 de abril de 2011

Os Sapatos Aos Nossos Pés....









" A marca mais queridinha das sapatoholics (Louboutin) tá processando a empresa brasileira Carmen Steffens por produzirem dois modelos com a sola vermelha. Os modelos não são nada parecidos com os Louboutins e estão longe de uma tentativa de cópia descarada. Ainda bem que o estilista ainda não descobriu a marca Shutz que, apesar de maravilhosos, tem vários modelos que eu quero todos idênticos ao Louboutin. Cópia deve ser punida, inspiração deve ser incentivada. Sapatos de sola vermelha sempre vão ocupar o coração de muitas mulheres, seja Louboutin ou Renner." http://eusouryca.com/verdadefeminina/

Se isto se concretizar, O Mundo Vai Processar O Mundo pelo crime  de cópia. A cada  nova coleção  fashion, o que mais se vê são cores e tendências  sendo lançadas por grifes e usadas por nós sem a menor preocupação sobre os  "direitos autorais".  Se fabricar um sapato com sola vermelha for considerada cópia dos Loubotins, o que dizer do preto básico de Chanel ou dos maravilhosos vestidos  vermelhos de Valentino?
No texto citado acima "Cópia deve ser punida, inspiração deve ser incentivada",  acho difícil determinar  onde começa e termina  a cópia /inspiração? Se eu me inspiro em algo que alguém criou, estou ou não copiando a inspiração do criador?
"Carmen Steffens" não está copiando "Loubotins" seus calçados tem características que os identificam sobre qualquer outro, no entanto ninguém olha para um sapato de sola vermelha sem que se lembre de um "Loubotin".



E o vermelhinho do lado direito é um YSL, deseja ver mais  sobre a IRA DE  LOUBOTIN ? Clique aqui


sábado, 2 de abril de 2011

Eu Quero ou Não Quero ser Avó.




Ainda não sou avó, não porque não tenha idade, simplesmente porque meus filhos ainda não têm filhos. Eles sabem que eu só quero ser avó quando eles quiserem e - se quiserem ter filhos-, o mais importante é eles terem filhos quando puderem criá-los no seu todo. Porque se for para ser avó, quero ser aquela que só usufrui do papel de avó! Que ama, que brinca, que se aproveita do amor dos netos que sugam dela, tudo o que podem com a inocência de criança. Tudo verdade e lindo!

Errei o tempo do verbo, ERA tudo verdade e lindo até pouco tempo atrás. HOJE a legislação prevê o DIREITO DE VISITA aos avós em caso de separação do casal/filhos para a garantia dos vínculos familiares  e a OBRIGATORIEDADE  DE PAGAR PENSÃO ALIMENTICIA quando um dos conjuges não puder arcar com esta responsabilidade.
Quantos de nós concordamos com isso?  Nós, que já estamos com os filhos criados,  que  já trabalhamos tudo o tínhamos que trabalhar para criá-los,  como podemos assumir a responsabilidade - ou irresponsabilidade-  de nossos(as) filhos(as)?
Será possível prever o fim desta linha, a de que os avós assumam a responsabilidade pelos nenês que não puderam ser criados pelos pais? Quantos filhos serão concebidos com o objetivo de garantir uma pensão alimentícia?  Talvez  o mais conveniente seja obrigar  meus filhos a fazer vasectomia.
Afinal deram direitos aos avós e tiraram o meu direito de desejar ser  avó .

quarta-feira, 30 de março de 2011

O Assunto hoje é o verbo MARIAR



audienciaetv.com

Vi muitos. Hoje não assisto mais BBB. Não que  não goste, mas é impressionante como me envolvo , torço, discuto, brigo  etc etc. Desgaste inútil.

Depois que resolvi  assistir só o  último "capítulo" vi que é  perfeito. Tanto faz quem ganhe, é só alegria e festa. Hehehehe....aliás  deveria ser sempre assim, mesmo acompanhando desde o começo, afinal para quem assiste  nada vai mudar.

E para que ficar até de madrugada assistindo, se no dia seguinte, já que você não foi para a academia porque está com a lombar ardendo, você  pode assistir no Programa da Ana Maria Braga?
Quem vê os melhores momentos, não pode deixar de se encantar com a Maria. É linda, simpática, de bem com vida, própria para a expressão "linda de viver",  completamente diferente de tudo que foi falado  a respeito de sua vida pregressa.

Se o Ibope me perguntar vou dizer que gostei muito do BBB 11.

segunda-feira, 28 de março de 2011

VEJA, Esta Revista Há Anos Faz Parte Do Nosso Domingo





A Veja já chegou?
É a pergunta mais repetida nos nossos domingos.  Quem primeiro pega, tem a preferencia para ler mas querendo ou não vai ter sempre que dar uma pausa para responder  aos  atrasados da casa, que não conseguem controlar a curiosidade:  Só deixa eu ver quem é que está na capa? Deixa eu dar uma olhadinha rápida  na seção de "Frases da Semana"? , e ainda esta que não falha nunca: De quem é a entrevista das Páginas Amarelas?
E a entrevista desta semana nas páginas amarelas é com Joaquim Cruz. Este atleta medalhista Olímpico pelo Brasil em 1984 que hoje trabalha nos EUA como um bem sucedido treinador de atletas paraolímpicos  . O Brasil deixa escapar  pessoas assim , como se  tivesse sobrando entre nós   profissionais deste nível . Me surpreende que ele  ainda tenha vontade de voltar e se preocupa  com a  formação de atletas com possibilidades de conquistar títulos nas Olimpíadas de 2016.

e PERFEITAS  estão as colunas :

"Uma lição" de Augusto Nunes

"Amigo, irmão e líder" de Reinaldo Azevedo e

"O gentleman Requião" na seção Panorama Radar por Lauro Jardim

sábado, 26 de março de 2011

Acho que vou comprar pirateado....




O filme  O Turista com Johnny Depp e Angelina Jolie foi lançado em  Janeiro/11, e até hoje estou tentando comprar o DVD para assistir e ainda não está à venda.

Qual será a política das empresas que atuam neste segmento ? Porque tanta demora em disponibilizar o poduto no mercado?  Fala-se tanto no combate à pirataria, no entanto ela está "anos luz a frente"  e com este espaço que lhe é concedido, como se já não bastasse  a diferença dos valores de venda, ganhar essa concorrência é moleza.

Oferta deste filme e de tantos outros no mercado pirata é o que não falta.

quarta-feira, 23 de março de 2011

EU OPINO sobre a visita de Barack Obama ao Brasil.



globo.com

Opino, mas não sobre a importância política/econômica, isto deixo para os especialistas.
Primeiro quero repetir o meu post, quando estava na manhã de sábado dia 19/03 assistindo a chegada do Presidente Obama ao Brasil:

"É sempre emocionante, não  estou falando importante (tbém é) a chegada de um presidente dos EUA ou Papa, seja ele quem for. O cargo é carismático."

Digam-me se não é  verdade? A presença de Barack Obama no Brasil, não passou desapercebida por nenhum brasileiro.  As opiniões que ouvimos dos amigos, nas redes sociais, na TV e jornais, versaram sobre os mais diversos temas:
- Ele deve ou não quebrar o protocolo? Deve tirar fotos com o filho do governador do RJ, sair pela porta da frente do hotel para ser visto pelas pessoas que o aguardavam nas calçadas de Copacabana?
- Foi certo ou não trazer a família e confundir passeio familiar com  "visita de estado"? (Roberto Pompeu de Toledo - Veja)
- Na Cidade de Deus ele deve ir ao encontro da população ou só acenar com as mãos?
- Vai ao Corcovado ou não?
- Fez os discursos com tamanha informalidade que não se comprometeu com nada?

Foi importante sim.  Tudo foi importante, porque instigou nossa opinião, porque todos nós ficamos com a atenção voltada para ele,  todos temos um comentário a fazer. Porque   foi ele que veio até nós , por puro interesse deles ? Sim. Mas a vantagem moral é nossa, elevando assim a auto estima dos brasileiros (tomara que um dia nós possamos ter uma do tamanho da  dos americanos).

Foi importante sim,  porque embora ainda seja muito cedo para eu mudar de opinão,  reconheço que  vislumbrei a possibilidade de voltarmos a ter um Presidente, com postura de Chefe de Estado do qual estamos carentes há 8 anos .

domingo, 20 de março de 2011

SUPERLINDA é do meu Richard

Raquel


Tinha um blog "blogspot"  e a partir de hoje TENHO o meu  blog postado no superlinda.com com este banner, porque o meu Richard  entende que não pode ser nada menos do que isto.

E é assim que a minha auto estima é alimentada. Já me declarei "ricardodependente" e não é só  por isto,  (nada  existiria sem ele) , e sim por toda a nossa vida há 15 anos.

Tenho o raquel@superlinda, o @rranjos e muito mais, inclusive os @ profissionais, aliás computador existe na minha vida a partir da era Richard.

Sempre que digo meu email, ouço um "como?" seguido de uma expressão de surpresa e um sorrisinho  (alguns simpáticos)  e eu respondo: não tenho culpa de ter um amor informático  que acha que,  superlinda.com tem tudo a ver comigo.

Te amo!


sexta-feira, 18 de março de 2011

A MODA INVERNO/2011, É A MINHA CARA !








                                A MODA INVERNO/2011 É A MINHA CARA !

                              O meu guarda roupa se veste de preto, branco, cinza, marrom (acho muito chique) e nudge (nosso velho e amigo bege). Uma ou outra peça colorida, no máximo uma camiseta vermelha ou amarela. Tecido estampado, nunca !
                             Sempre foi assim, e só me sinto bem vestida com essas cores. De tão básica, já me perguntei várias vezes se não sei me vestir, se não tenho bom gosto… e cheguei a achar que  me falta criatividade para misturar e compor trajes.
                             Decididamente não sou arrojada na elaboração "do meu vestir", mas hoje sei que uso cores/roupas que estão de acordo com a minha personalidade, e, olhando as  coleções da moda inverno/2011, posso  dizer algo que jamais pensei que um dia diria.  SOU FASHION. 


Tendência - Inverno 2011

Cores da moda - Inverno 2011

       

domingo, 13 de março de 2011

DIA INTERNACIONAL DA MULHER, um pouco atrasado!

fabiocaramuru.com.br
Tenho horror a esta homenagem criada para agraciar as mulheres, como forma de reconhecimento aos nossos serviços prestados.
Me lembra sempre o mesmo sentimento preconceituoso que sinto ao " sistemas de cotas".
Hoje li o artigo da Lya Luft - DIA DA PESSOA - na Veja nr 2208 e consegui enxergar este dia um pouco melhor. É mais ou menos o que sempre digo para as pessoas que não gostam do Natal e Ano Novo porque perderam uma pessoa querida, porque existe fome e doença no mundo, isso existe a vida toda e não só no Natal, porque não jantar e brindar uma noite com família e amigos...
Então vamos aproveitar e deixar que nos homenageiem, que nos dêem flores e nos agradeçam por tudo que nós mulheres há muito tempo sabemos que somos.

Já passou o Carnaval, já estamos em tempos de Catástrofe no Japão…mas eu tinha que falar !



























terça-feira, 8 de março de 2011

Florianópolis mostrada pela Grande Rio

Quem gostou ? Eu não.
Ao comentar em casa que a Grande Rio mostrou um folclore "macabro" de Florianópolis, ouvi que o fato de não ter conhecimento destas lendas que rondavam os indios carijós não desqualifica  o trabalho apresentado. Correto. Na mesma hora retirei minhas palavras que já estavam no prelo para publicar.
Mesmo assim continuo achando que pular das bruxarias dos carijós direto ao Guga, numa linguagem bem atual...nada a ver.... com todo respeito ao folclore e especialmente ao Guga.
O folclore de Florianópolis que eu vivi, e talvez por isso a minha decepção, são as rendeiras, o boi de mamão, a maricota, o terno de reis.

sábado, 5 de março de 2011

Qual é a melhor opção: Curitiba ou Praia ?

Entre essas duas, sempre prefiro ir para Curitiba.
É carnaval, estava em Joinville sem fazer nada (porque a gente nunca pode ficar sem fazer nada? )  e deu vontade de ir para Curitiba. Não fui, afinal é carnaval e Curitiba não tem nada para fazer no Carnaval.  
O  socialmente correto, é ir para praia, onde estão todos se divertindo, pegando um solzinho, tomando uma cervejinha na praia, e, ainda como se não bastasse, os filhos perguntando: Por que a mãe não vem?  Esse argumento mãe nenhuma resiste, eu vim. E caiu a chuva....e como chove. Que droga!
É por isso que eu sempre prefiro Curitiba, porque estar em Curitiba já é o programa, tendo sol ou chuva.

domingo, 27 de fevereiro de 2011

EU "ENQUANTO" CRÍTICA DE CINEMA

Se  "Cisne  Negro"  ganhar de "O Discurso do Rei "  na premiação do Oscar/2011, quero deixar aqui registrada a minha  total  'ingnorância  a nível de' cinema.
Sem entrar no mérito da arte, ninguém ainda conseguiu me explicar o filme Cisne Negro. O que ouço é que  é pesado, forte, impressionante, tenso etc etc . Uma loucura sem mensagen nenhuma, parece coisa para agradar os "cults".
Amei  "O Discurso do Rei" os atores Colin Firth, Helena Bonham Carter e Geoffrey Rush dão um show. O filme aproveita para nos dar uma aulinha de história, a atuação dos personagens masculinos está imperdível  e  a participação ativa da Rainha Mãe na vida do rei me tocou profundamente.  Ela é apaixonada pelo marido e tem atitude determinante na construção do homem/rei.


domingo, 20 de fevereiro de 2011

RONALDO O FENÔMENO


A Globo hoje está fazendo uma  espécie de " O DIA DE HOMENAGENS À  RONALDO O FENÔMEMO ". Começou no Esporte Espetacular e continua no Programa do Faustão. Quero deixar aqui o meu SIM para a Globo.
Não é possível que a derrota numa rídicula partida entre Corinthians  X Tolima seja mais importante do que tudo o que ele já fez e que a ignorância de alguns torcedores venham marcar como sendo os motivadores da saída de campo deste profissional. 

RONALDO O FENÔMENO, ELE FOI MUITO BOM.