domingo, 22 de abril de 2012

O primeiro da série "Eu vi na Alemanha".

Foto de uma prateleira de livros nas ruas da cidade de Heidelberg, Alemanha, onde as pessoas tem acesso aos livros.



Coisa chata é alguém chegar de uma viagem ao exterior e começar a discursar todas as maravilhas do país visitado e compará-lo com o Brasil, onde sempre somos o errado, o mal educado e o tanto que temos para aprender.

Realmente, somos crianças inexperientes em anos de vida e desenvolvimento, comparados à Europa já  adulta, que tem bons  exemplos e que podem ser seguidos.

Gostaria muito de saber como será que eles fazem no quesito educação?

Quem será que os educa dizendo: lá naquela rua vamos colocar uma estante com livros. Ela servirá para troca de livros, com acesso a  todas as pessoas. Vocês podem pegar os livros que quiserem ler ou podem depositar os que vocês têm  e não usam mais. Se preferirem, podem também usar o banquinho ao lado, para ali mesmo fazerem a sua leitura.

E como num passe de mágica, simplesmente fazem como foi ensinado. Ninguém depreda, ninguém derruba, ninguém rasga, ninguém rouba!

Como se não bastasse, observar que os alemães de Heidelberg fazem a lição de casa direitinho, me deparar com a mesma cena em dias e horários diferentes, e ver que na livraria a céu aberto, não há ninguém para cuidar, a não ser o próprio usuário, é admirável.

5 comentários:

  1. Respostas
    1. Bom para trocarmos idéias e informaçoes.

      Excluir
  2. Raquel, concordo plenamente. Ainda somos crianças. E não somente no quesito anos de idade. Temos muito a aprender com os alemães e com os europeus em geral. Tento fazer a minha parte enquanto engatinhamos no nosso processo de civilização. Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  3. Oi! Raquel
    Com certeza ainda aprenderemos a ler. Qdo isto acontecer daremos valor a uma livraria a ceu aberto. Mesmo porque ler ao ar livre é coisa muito boa. Parabéns, não desista. Bjs.

    ResponderExcluir