sexta-feira, 26 de agosto de 2022

AMETISTA DO SUL (RS) - UMA CIDADE SOBRE PEDRAS PRECISOSAS – parte I

 

Legenda da foto #PraCegoVer - Card fundo bege com três foto: Em cima à esquerda, eu de jaqueta branca escrito SuperLinda nas costas em frente ao Mirante para ver a vista panorâmica, escrito em letras brancas o nome da cidade e Seja Bem vindo em seis idiomas. Embaixo, eu no selfie point, e à direita em frente a entrada do restaurante e Complexo Belvedere, ao lado de uma árvore, de aproximadamente 2m, com a copa feita de pedras ametista. 

Quando comentei com meu amigo jornalista, gaúcho,  @ProfeBorto sobre as terras do sul que estava indo visitar este me disse: “Olhe o que eles não mostram”. Quisera eu não ter recebido esta mensagem. Gostaria de ver a cidade como um mero turista. Mas a observação me fez enxergar tudo o que eu queria e não pude ver. A sensação, hoje, é a de que faltou muita coisa a ser vista.

Como turista vislumbrei toda a beleza singular da capital mundial da pedra Ametista. Seus restaurantes subterrâneos instalados propositadamente no interior das minas já exploradas e desativadas. A grandeza das pedras expostas melimetricamente nas paredes e mesas. Surpreendente as serpentinas que parecem tirar da pedra o chopp gelado. É surreal. Tudo feito para causar encantamento no visitante. E causam. 

Como jornalista queria me dar conta do que há por debaixo desta cidade. Como se desenvolveu, como foi verdadeiramente explorada, quantos trabalhadores arriscam suas vidas para enriquecer o comércio das pedras? Um comércio que, sem segredo, dizem ser 90% feito por europeus, japoneses, chineses e americanos. Como vivem, o que sentem esses escavadores? Haverá ainda emoção a cada geodo encontrado? Isto só o próprio mineiro poderia me responder.

A cidade gaúcha de Ametista do Sul (RS), está próxima 70 km de Chapecó (SC). Distante 674km de Florianópolis e 439km da capital Porto Alegre. O acesso é fácil, porém a estrada não é duplicada, o que faz a viagem ser demorada. Mas, sem dúvida, vale cada minuto de espera.

Descrição da Foto: Card com quatro fotos: Em cima, à esquerda, piscina dentro da mina iluminada de cor azul/ametista, embaixo entrada do restaurante Belvedere. À esquerda, em cima, fachada da igreja São Gabriel e embaixo a mesma igreja, de noite, iluminada de cor azul/ametistas.

Locais para visitar em Ametista do Sul

Belvedere Mina - Este foi o primeiro a ser conhecido. Impactante. Trata-se do Complexo Belvedere com vista deslumbrante do vale. Restaurante temático, mesas com tampos de ametistas em sua forma original. Servem as refeições e o café da manhã. Piscina subterrânea. Oferece passeio em mina desativada, tirolesa, chalés.


IGREJA MATRIZ DE SÃO GABRIEL – Localizada na Praça Central ela foi inaugurada em 2008. O grande atrativo está nas paredes revestidas com 40 toneladas de pedra ametista, doadas pela população. A beleza das pinturas do artista Valcir Santin, da cidade de Iraceminha (SC), são outro destaque.

Outros detalhes da cidade serão mostrados no post da próxima semana.



Para imagens em vídeo acesse instagram @raquelsuperlinda

Legenda na foto para acesso do deficiente visual #PraCegoVer. Seu blog dá acesso ao deficiente visual?

Um comentário:

Anônimo disse...

👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻