domingo, 7 de novembro de 2010

Reconstruir é possível

Foto: Adriana Franciosi, Jornal de Santa Catarina



 "...em marco, 1,25 milhão de crianças não podiam voltar à escola porque os prédios estavam destruídos ou danificados. Estou falando de uma em cada três crianças chilenas. Em 45 dias, todos os alunos estavam de volta à escola. Em sessenta dias, apesar de termos pedido um em cada três hospitais, nosso sistema de saúde funcionava com soluções de emergência. Em noventa dias, havíamos conseguido construir 80.000 moradias provisórias. Em 100 dias, recuperamos a infraestrutura de todos os portos, aeroportos e 95% das pontes e estradas haviam sido consertadas. Quatro meses depois do terremoto, a economia crescia a uma taxa de 7% ao ano. A reconstrução não é fácil, mas não perdemos um só segundo e avançamos com a mesma força e unidade com que enfrentamos a situação com os mineiros.
Entrevista de SEBASTIÁN PIÑERA  Revista VEJA 10/11/2010.

Quem já esteve envolvido diretamente ou indiretamente em alguma das tragédias de chuva ocorridas no Brasil, há alguns anos em Blumenau (SC),  em 2010 no Nordeste e no deslizamento de terra em Niteroi (RJ) poderia nos dizer como foi a atuação do governo brasileiro na reconstrução da vida dos brasileiros que sofreram perdas materiais. Sobre as perdas emocionais....aí já seria demais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário