sábado, 24 de setembro de 2011

A Minha Primeira Corrida De Rua...Frustrante








Minhas caminhadas tiveram início na tentativa, primeira e única, de parar de fumar. O sucesso obtido ao vencer este "sacrifício", o de parar de fumar,  delego a minha disposição em fazer atividade física.
Hoje eu faço musculação por absoluta concientização da necessidade de combater a perda muscular, faço pilates por absoluta concientização de que é este o exercício que me manterá "homo erectus" e faço atividade aeróbica por absoluta conscientização que é ela que me manterá no peso adequado e longe das minhas enxaquecas. A sensação pós-atividade aeróbica  é aquela de sentir-se com a alma lavada e é esta a atividade  que  faço,  realmente, por prazer!
Há anos venho querendo, ensaiando, tentando e principalmente… fugindo das corridas de rua.
Por vários motivos, muitas vezes adiei esta atividade. Ela exige muito  esforço e treino, cansa demais e  por isso mesmo, dá preguiça!  No entanto,  os motivos mais fortes são aqueles que estão  lá no nosso subconsciente:  vez ou outra ele te aponta o caminho para  enfrentá-los e você perde ou ganha. Eu resolvi vencer e correr, não vencer a corrida e, sim, vencer o desafio. A vaidade pessoal se aflorou e me desafiou a participar da minha primeira corrida de rua.
Tomei a atitude e me inscrevi na I Night Run de Joinville, o que  me causou, inicialmente, nervosismo, ansiedade  e  muito medo de encarar um possível fracasso. Decidi então,  treinar com o objeto de fazer os 5K  sem intervalo de caminhadas e de fato  participar  correndo o percurso inteiro.
Estou pronta. Cravei os 5K. O grande dia chegou e eu estou aqui com uma enorme bolsa de gelo no *pé, ataduras coloridas colocadas por minhas *fisioterapeutas, na tentativa de alegrar a minha tristeza e um  enorme sentimento de frustração.
Neste exato momento sei que nada vai modificar esta situação e, para não fazer disso um drama, transferi "correndo" os meus pensamentos para outro evento: me inscrevi e vou fazer a minha estreia em corrida de rua  na próxima, semana em Curitiba.
A Night Run de Joinville, vai ter que  esperar o próximo ano para  me ver  e, quem sabe, até lá, posso cravar 10K e comemorar.
Aguardem-me

*machuquei meu pé descendo o meio fio da calçada.
*Cristiane Delboni e Ana Paula Barrocal

Nenhum comentário:

Postar um comentário