segunda-feira, 7 de maio de 2012

BERLIN, Uma Cidade Fantástica "Eu Vi na Alemanha "4 .


Alemanha! um pedacinho de terra...escolhido para ser fantástico. Comentar o que mais gostei da Alemanha, seria injusto com todo o "conjunto da obra"  que vi e visitei.
A cada trecho, uma beleza diferente com  o mesmo povo educado, gentil e sorridente. Alguém me disse que na Alemanha tudo é bonito, porém o povo é muito sério. Quem será que  fez este comentário tão sem sentido?
Sobre Berlin, eu queria ter a palavra certa que traduzisse o que senti em relação a esta cidade. 
Ela é verdadeiramente monumental. E assim seria se não fosse pelos seus monumentos, propriamente dito. São grandes e imponentes o suficiente para mostrar a sua importância e todos estão voltados para o infinito, lembrando progresso e triunfo.
O povo alemão mostra e conta sua história sem negar nada, conscientes de que dela, faz parte o nazismo.  Seu orgulho é pelo que conseguiram se desenvolver e crescer e não pelo passado de terror. O monumento ao judeus mortos, de cor cinza, muito significativa e com explicações impressas em murais, estão lá para comprovar.
Berlin Ocidental e Oriental, hoje se confundem. O que resta do muro, é cuidado como patrimônio histórico, pedaços são resguardados com pinturas de artistas e outros tantos continuam, propositadamente, com as marcas do passado. 
Se nas marcas nada  têm do que se orgulhar, mesmo assim, hão de ser preservadas para a história.


Existe, por toda Berlin, tubulação subterrânea para captação da água da chuva. O lado Oriental, quando da reunificacação, teve que se adaptar a esta modernização e a solução encontrada foi passar a tubulação aérea, onde encontraram uma forma de  colorir a cidade.
Todos andam de bicicleta, para tristeza dos joinvillenses! Ou para a alegria daqueles que ainda têm como objetivo ver esse meio de transporte como preferência, em nossa cidade, que já foi chamada a Cidade das Bicicletas. Naturalmente uma cultura trazida pelos alemães.   Além das faixas de mão e contra mão, semáfaros próprios, existe algo acima de qualquer sinal de trânsito. É a EDUCAÇÃO. Ninguém atravessa com sinal fechado e onde não há espaço diferenciado para carro, ônibus e bicicletas, o espaço é de TODOS, sem atropelamento, sem buzinadas, e os ciclistas são protegidos pelos próprios motoristas.
No Tiergarten, centro de Berlin, que em alemão quer dizer "jardim de animais", os donos do parque circulam livremente e as árvores são numeradas. Cuidado, não sei se o animal-homem está incluido no significado desta tradução.

Turista é turista! Cidade grande pede city-tour. Adoro saber tudo o que existe numa cidade para depois caminhar pelos lugares que achei mais interessante. Encontrar o nosso velho português, de Portugal naturalmente, entre as opções de audio, foi uma boa surpresa.

Cerveja não é novidade, Starbucks, menos ainda, mas ter meu nome escrito no copo de café desta 
forma HAKIU (leia-se Raquel) é, no mínimo, intrigante. O que será que o atendente ouviu quando falei meu nome? 
Qual será o significado "disto" que ele escreveu? A frutaria é só para provar à aqueles que ainda pensam que café da manhã com muita fruta, é só Brasil.
Berlin a cidade que tem  lojas de grifes famosas, relógios e jóias, sem medo de serem assaltadas, divide seu espaço nas ruas com feiras de antiguidade, com casacos de pele à venda, lotando as araras, porcelanas, cristais, livros, fotos, esculturas, tem também muita beleza, diversão, balada, jardins, o que faz  do desejo  que tenho de voltar…um pensamento que não quer me largar.

7 comentários:

  1. Parabéns pela matéria.Faz tempo que quero conhecer Berlim.Agora mais ainda depois que li sua matéria

    ResponderExcluir
  2. Li. Maravilhoso.
    Pelo visto, o bom senso retomou o lugar e fez com que mudasse a opinião de nos privar de seus blogs.
    Estamos todos de parabens pelos presentes frutos de uma excelente imaginação e também de muita transpiração.
    Virgilio

    ResponderExcluir
  3. Raquel,
    vc já poderia pensar em ser Guia de Turismo em Berlim. A matéria está ótima. E quando quiser voltar, nao lute muito contra a vontade. Apesar de estarmos um pouco distantes de Berlim, nada nos impede de acompanhar numa aventura dessas...

    ResponderExcluir
  4. A propósito, teu nome aqui seria Rachel, pronunciando-se Ráhel, com o h bem aspirado...

    ResponderExcluir