quarta-feira, 10 de outubro de 2018

O SuperLinda em Mendoza - AR


Registro do SuperLinda no Paseo Peatonal Sarmiento
Mendoza, na Argentina, tem uma localização privilegiada aos pés da Cordilheira dos Andes. E esse não é só mais um atrativo para quem visita a cidade. É principalmente uma veia por onde jorra água de vital importância para a sua sobrevivência. Em contrapartida, essa região esta sujeita a abalos sísmicos, ou seja, alto risco de terremotos, causados por este monumento da natureza.
Canal para captação de água
Canal de captação de água
Em todas as vias, o que para alguns pode parecer buracos e descuido nas calçadas é um sistema de captação de água do degelo. Toda a água que desce das santas geleiras é retida e serve para irrigação das árvores nas ruas.

Situada em uma zona desértica, a reconstrução de Mendoza, após o terremoto de 1861, transformou a região em um oásis no deserto. O assunto água passou a ser tratado como uma cultura, com política pública para gestão de água desde 1894. O Departamento Geral de Irrigação é um organismo autárquico e uma figura única na América Latina.

A água drenada, após tratamento é reaproveitada para uso geral, torna-se potável para consumo da população e para gerar energia hidrelétrica. Com este elemento como prioridade, Mendoza tornou-se líder no mercado de vinhos comercializado em todo o mundo. Consegue, também, ser auto suficiente na plantação de frutas e hortaliças próprias de clima árido e seco.
Paseo Peatonal Sarmiento

Avenida San Martin
A cidade é projetada para sobreviver a terremotos. Totalmente arborizada, irrigada pelos canais próprios, ela parece plena com suas largas avenidas, prédios baixos e grandes praças. 
 
Praça da Independência

Caminhar por entre as ruas cobertas de plátanos é a melhor maneira de conhecê-la. O marco inicial na Praça da Independência é uma sugestão até alcançar o Paseo Peatonal Sarmiento, uma rua de pedestres com várias lojas e cafés.

O excelente funcionamento do serviço de wifi existente nos restaurantes e hotéis, é compreendido quando se tem conhecimento de que Mendoza foi eleita a cidade mais digital da América Latina no VI Encontro Ibero-americano de Cidades Digitais em 2005. Internet na rua é tão comum quanto nas residências.

Ao mesmo tempo que não passa despercebido o descuido de algumas construções, também é visível o processo de revitalização que o governo da Província promove por toda a cidade.
 
Entrada do Rincón de Comidas no Mercado Central
Balcão de venda de produtos. Jamón, queijos, azeitonas.
Uma visita ao mercado público de uma cidade é sempre necessária para  conhecer a cultura de seu povo. Quem entra no Rincón de Comida se depara diante de enormes peças de jamón, dos queijos, dos potes de azeitonas e temperos argentinos. Tudo limpo e organizado. 
Foto do registro da visita de Cantinflas na Cafeteria Elena
O tempo de existência do Mercado Central fica por conta do registro da passagem de Cantinflas, conhecido ator e humorista mexicano, em 1968, na Cafeteria Elena. O jornalismo se faz presente como historiador. Prestemos atenção na responsabilidade.

Enfim, Mendoza se apresenta como um excelente destino de viagem.

Outras fotos de Mendoza

Balcão de frutas e hortaliças do Mercado Central
Praça da Indenpendência sendo revitalizada. Ao fundo a bandeira da Argentina e a Cordilheira dos Andes
Varredor da Praça da Independência usando como vassoura uma folha de palmeira.
Fachada do prédio do Banco Hipotecário Nacional
Fachada frontal da sorveteria Perin, tradicional deste 1947

Livraria Púlica, um espaço com  mesa e cadeira  para leitura.
Praça San Martin, um herói nacional.



Nenhum comentário:

Postar um comentário