domingo, 7 de outubro de 2018

O SuperLinda pelo Mundo - Monte Aconcágua - AR





E lá está ele, o gingante Aconcágua, ao fundo e ao centro.

O destino dos mais aficcionados praticantes do esporte de aventuras e montanhismo pode ser também um passeio só para apreciar as belas paisagens. Porém, ele merece sim, um destaque especial, uma parada, e mesmo com a temperatura de -5º, uma foto para o SuperLinda.

O Cerro Aconcágua está localizado na província de Mendoza, no departamento de Las Heras, na Argentina. O "Senhor das Américas", como é chamado, tem 6.962 metros de altitude, é a maior montanha do Hemisfério Sul e  está entre circuito dos sete cumes de montanhas mais altas em cada continente.

Escalar a "sentinela branca", significado do nome Aconcágua, exige preparo físico de atleta de elite. Embora exista muitas possibilidades de exploração de rotas e desafios, somente com muita habilidade é possível aventurar-se. 

Devido a altitude, o clima, neve e o vento, expedições ao parque só são permitidas no período de verão e exige seguro de vida e de resgate.

Na visita à cidade de Mendoza, é no programa Tour Alta Montanha que você pode desfrutar desta e de outros 200 quilômetros de pura beleza natural.

Ruta Nacional 7 - Tour alta montanha

A Ruta 7 liga a cidade de Mendoza, na Argentina, à Santiago do Chile, distantes entre si por 363 km. Por ela é possível fazer um passeio com cenários diversificados e deslumbrantes.

A princípio,  tem-se a nítida sensação de ver a Cordilheira dos Andes em todos por todos os lados para onde se olha, como se estivéssemos numa ilha. Ela nos acompanha durante todo o trajeto.
Vista da Cordilheira dos Andes
A maior cadeia de montanhas do mundo nos coloca em menos de 2 horas a uma altura de 2.400 metros. O percurso é feito lentamente, com paradas, com instruções sobre hidratação e alimentação para adaptação da altitude.


Pelo caminho, na estrada de paredes de pedra, ora rude e agreste como o clima, ora branca e coberta de neve, a primeira das atrações é o reservatório de Potrerilhos. O dique com 1500 hectares de superfície que regula o fluxo do Rio Mendoza e movimenta a usina hidrelétrica produzindo 60% da energia consumida pela província.



Uspallata
Foto do Google
As construções, atribuídas aos padres jesuítas, datam do século XVIII; eles têm três cúpulas; construído de lama, coberto de cal e com fundações de pedra. Uspallata a 95 km da cidade de Mendoza, localizada no meio da cordilheira, é um centro de atração turística para as abóbadas e as cabanas declaradas Monumentos Nacionais. Nesta região existem muitos vestígios arqueológicos de 1.000 a 1.500 anos até os tempos inca e colonial. 

O tour Alta Montanha é um passeio de um dia por localidades como Picheuta, Polvaredas, Punta de Vacas e resort Los Penitentes, uma pequena estação de esqui e serviço de teleférico. 
Estação Los Penitentes

A Puente del Inca. 
O nome do lugar vem da lenda que conta que muito antes da chegada dos espanhóis, um grande líder inca depois de tentar todos os tipos de cura sem resultado, para salvar um filho com paralisia,ouviu que no sul havia um lugar de águas curativas. Ele então preparou um grupo com os melhores guerreiros e foi para lá. Quando chegou, observou com espanto as famosas águas que saíam da terra. Porém, um rio torrentoso o impedia de alcançá-la. Seus guerreiros, sem hesitação, abraçaram-se formando uma ponte humana. O Inca andou de costas com a criança nos braços e chegou para alcançar as águas. Quando ele virou as costas para agradecer aos seus guerreiros, eles ficaram petrificados e já eram o que conhecemos hoje como a famosa "Puente del Inca".

Vista panorâmica da Puente del Inca e das ruínas do antigo hotel.
Existem construções ao lado e abaixo da ponte com pequenas piscinas onde flui a água termal, que nasce de fontes naturais com uma temperatura que varia entre 34 e 38 graus. Os banhos são recomendados para afecções nervosas, reumáticas e ginecológicas, terapêuticas para crianças anêmicas, raquíticas e artríticas.

O rio sobre a Puente del Inca é o Las Cuevas. Os sedimentos termominerais de cor ferruginosa dão esse tom amarelado quase irreal para a paisagem.

Placa indicativa do Monumento Natural Puente del Inca
Construções no Parque Puente del Ilca onde funciona comércio de artesanato


Mais fotos do trajeto


Vegetação de folhas amareladas

Grande movimento de caminhões na fronteira da Argentina com o Chile
Monte Aconcágua - Foto de Asta dos Reis
Vista panorâmica da estrada de encostas parecendo pintura formada pelos rasgos de degelo da neve
Passagem pelo túnel da antiga estrada
Lanchonete no Parte Puente del Inca
Mapa geográfico do passeio Alta Montaña e os pontos de referencia.
Seu blog dá acesso ao deficiente visual?

Nenhum comentário:

Postar um comentário