terça-feira, 2 de junho de 2020

O SuperLinda em St.Moritz na Suíça

Vista panorâmica do lago de Saint Moritz


Tudo parece se contradizer. A cidade é um vilarejo de 5 mil habitantes, mas é considerada cosmopolita. Tem 322 dias de sol por ano, mas são seus cumes de montanha brancos de neve que impactam na chegada. Ela que se tornou famosa por ser ideal na época de verão é um dos mais famosos destinos de inverno do mundo.

Assim é Saint Moritz na Suíça. O meio de transporte usado como deslocamento foi feito, saindo de Zermatt, com o conhecido Glacier Express. A permanência em St. Moritz não foi exatamente a de uma grande estadia, mas sim, uma passagem. Um pernoite. O suficiente para sentir o glamour experimentado em tantos faz de conta de filmes e vídeos.

Nesta viagem foi possível sentir que o vilarejo alpino, formado em torno do lago do mesmo nome, merece toda a fama que tem. É lindo, charmoso e de beleza natural encantadora.


Dependendo do que você procura e deseja tenha a grata satisfação de saber que é possível viver Saint Moritz. Eu falei viver S.Moritz, diferente de viver em St.Moritz, pois trata-se de um dos mais caros custos de vida da Europa.


Porém, há atrações ao alcance de todos e  são muitas. O simples caminhar por suas ruas, é um deles. Um local de charme e sofisticação para ver vitrines de grifes famosas e paisagens exuberantes.

Pelas mesmas pedras que Brigite Bardot caminhou de mãos dadas com o namorado Gunther Sachs é possível circular e passar em frente ao Badrutt's Palace Hotel. E qual a importância disso, alguém pode estar se perguntando?

Conhecendo a história, impossível não ficar radiante de frente ao famoso hotel da família Badrutt, inaugurado em 1986. Esse é um hotel de reputação lendária frequentado por membros de famílias reais, por personalidades da política e do entretenimento.

Todos, desde aquela época, iam em busca do serviço único e especial que o hotel oferece ao hóspede até os dias de hoje. Decorado com elegância clássica, ares luxuosos e  com as suites voltadas para o lago, já receberam desde Alfred Hitchcok a Princesa Diana.

No que diz respeito a culinária, a Suíça deve ser respeitada não só pelo founde. Na famosa St.Moritz os doces tem sabor indescritível. Em qualquer restaurante ou confeitaria experimente a “tuorta da musch Engiadinaisa”, uma torta de nozes que leva o nome de Engadina, o mesmo da região geográfica da cidade. Uma especialidade da tradicional Confeitaria Hauser.

A proximidade com a fronteira da Alemanha e a Itália permite a fluência dos dois idiomas entre a população, além do dialeto local, o romanche. Mas é o alemão que é o idioma oficial dessa região.

Um lugar onde pouco se pode comprar, mas como em toda viagem é possível esbanjar o olhar nas galerias de arte dos corredores e escadarias que ligam a cidade alta da baixa, adquirir cultura e conhecimento.












Seu blog dá acesso ao deficiente visual?    Fotos legendas para acessibilidade do deficiente visual. #pracegover

Nenhum comentário:

Postar um comentário