sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Assisti ao documentário A Juíza (RGB)


O documentário A Juiza (RGB) mostra a trajetória de Ruth Bader Ginsburg, Juíza da Suprema Corte dos Estados Unidos, nomeada pelo presidente Bill Clinton, em 1993.

"Me tornei advogada quando não queriam mulheres no Direito". Essa frase sintetiza a discriminação que ela enfrentou quando entrou na faculdade, em 1956, e as dificuldades do mercado de trabalho.

O documentário, disponível no Apple ITunes, traz entrevistas, fotos, filmes e arquivos que retratam momentos da vida pessoal e profissional da Juíza. As diretoras Betsz West e Julie Cohem captam a personalidade sensível, agradável, tímida, séria, introvertida e ao mesmo tempo divertida de Ruth.

Embora o foco seja ela, a importância, o amor, e o destaque dado ao marido e ao relacionamento do casal, é singular. Em discurso reproduzido no documentário ele afirma que era ele quem se ocupava da cozinha e da casa, enquanto Ruth fazia história.

A presença dessa mulher na Corte ficou marcada não só pela atuação nos processos judiciais. Ruth colocou um toque de feminilidade àquele ambiente austero quando mudou o figurino e passou a usar golas rendadas sobre a toga. Sensibilidade, inteligência, perseverança,  competência e elegância irretocável marcam o legado deixado pela Juíza Ruth Bader Ginsburg. (1933-2020). 

Documentário disponível no Apple ITunes e GloboPlay

 

 

#pracegover Vídeo de chamada para o post do blog feito com imagens do trailer oficial do documentário. Nele aparece Ruth Bader Ginsburg fazendo musculação, a chegada e o anúncio da presença dela em evento. Comentários   de convidadas exaltando a personalidade da Juíza. Entre as frases ditas por Ruth está “Tenho 84 anos e todos querem tirar uma foto comigo”. A arte foi feita com fundo branco. O título diz: Hoje na telinha do SuperLinda: A Juíza (RGB). Arte:
Leticia Rieper.

 


Trailer legendado do documentário A Juíza (RGB) - Link do YouTube.


Legenda de foto para acesso do deficiente visual. #pracegover. Na foto ilustrativa do post Ruth está sentada numa poltrona de cor bege, com as mãos sobrepostas, ao fundo parede escura. Ela usa toga de cor preta com gola/colarinho de renda branca. Cabelos presos na nuca, brincos tipo botão de pedra verde esmeralda, óculos de aro preto e lente branca.

- Seu blog dá acesso ao deficiente visual?   





Nenhum comentário:

Postar um comentário