sábado, 30 de abril de 2011

É Isso Mesmo. Vou Falar Sobre Os Gastos Do Casamento Real.




Que direito temos de "malhar" a vida que levam ou da festa que fazem, se eles estão lá,  felizes da vida, aproveitando um dia de festa, "o dia do Casamento Real", assim como nós festejamos uma semana inteira, "a semana do Carnaval", eles com a monarquia deles e nós  com a nossa democracia, maravilhosa é verdade, mas cheia de corrupção, de centenas de assassinatos diariamente nos jornais,  de pessoas morrendo nos corredores dos hospitais, etc etc etc. e nos preparando para gastar (quanto mesmo?) para as Olimpíadas e a Copa do Mundo?
Estamos falando de um povo culto, com qualidade de vida, com história, com liberdade de expressão, sem censura de imprensa  e  não de um povo oprimido ou alienado. Eles se orgulham do que são e do que têm .
Após o casamento,   um cordão humano formado pelos guardas britânicos comandou  os passos do "povão Inglês" para chegar em frente ao Palácio de Buckingham e ver o tão esperado beijo dos noivos. Alguém viu tumulto, correria, empurra empurra? Não! Os ingleses se comportaram com  educação, dignidade, demonstrando ser  um povo com  auto estima elevada e amor próprio, orgulhosos da vida que têm com sua monarquia, sua alteza real e seus príncipes.  E vemos, por aqui, pessoas que não pagam  impostos para a Inglaterra, mas também não a tiram de seu roteiro turístico, ficarem preocupados com o quanto vão gastar na festa de casamento do herdeiro do trono.
No dia em que o mundo  parou para ver  a festa e a beleza , não do país tropical, e sim da Monarquia  Inglesa, o assunto sobre os gastos da festa e o regime de governo quis, mas não conseguiu,  abafar a grandeza da festa.

Vale a pena acessar este link .

4 comentários:

  1. Com toda a certeza o casamento foi um verdadeiro espetáculo, um sucesso de bilheteria com mostras de uma organização quase perfeita, acredito que o carnaval do Rio é mais bem organizado, pois envolve muita mais gente, mais carros alegóricos, (no casamento apenas 1/2 duzia de carroças bem enfeitadas), a passarela do samba é muito mais longa, ( a Basilica é curtinha), o que aumenta a possibilidade de erros, mas o glamour dos envolvidos é igual, a guerra de egos é parecida, e o resultado financeiro é muito interessante. A diferença está no dia seguinte, quando os do Norte voltam para seus palácios, sem ressaca por conta da adega real e seus whisques maravilhosos enquanto a turminha do sul vai pro batente nos onibus e trens lotados, com uma ressaca desgraçada motivada pelas cervejas e cachaças tomadas nos botequins da vida.
    De resto são festas gêmeas na causa e no efeito!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns por todo o sucesso do site, ele está crescendo a cada dia.
    __________________________
    http://imobiliariasdeimoveis.com

    ResponderExcluir
  3. Obrigada.
    O crescimento acontece, porque voces gostam e divulgam.
    Um abraço.
    Raquel

    ResponderExcluir
  4. Tem razão. Dizem que essa realeza não faz nada, nao trabalha. Mas existir é o trabalho deles. Imagina a quantidade de dinheiro que entra na Inglaterra por conta do turismo, gente em busca de ver esse conto de fadas. De comprar suvenires e tudo mais. E existir como rei e rainha não deve ser muito facil, a vida toda dando satisfaçao ao publico-sudito e ao mundo inteiro. Enfim, é uma escolha? So da princesa que casou. E daquele que renunciou a realeza para casar. Os outros todos parecem cumprir um destino que não se ousa mexer. No mais, a Inglaterra é tudo isso que voce falou. Precisa mexer? Bjos

    ResponderExcluir