domingo, 16 de novembro de 2014

CICLISMO DE ESTRADA - Deem Passagem

Não há esporte coletivo de maior beleza no quesito conjunto, do que um pelotão de ciclismo de estrada.

A começar pelo nome que recebe quando vemos aquele verdadeiro amontoado de bicicletas, sem entender como um não atropela o outro. Muito embora assim como todos os esportes coletivos, seja considerado uma equipe, um time, na pista ele é tratado como um PELOTÃO. 

Grandioso, imponente e forte.

Por ter durante alguns anos me aventurado a "andar de bicicleta" por alguns poucos 40 km, pretensiosamente dou-me o direito de dizer que já fui ciclista de estrada. Finalizar o percurso é uma das melhores sensações que podemos ter.

Certamente por isso eu os enxergo longe. Formam um grande volume em movimento sincronizado de cadência e velocidade.


Cumprimentei-os com uma leve buzinada, faça isso você também, eles gostam e é um sinal de respeito. 
Tive o insight do post, sem saber quem eram. O simples fato de serem ciclistas já é motivo suficiente e adiantei-me para fotografá-los. 



Não demoram a surgir novamente. A velocidade que eles impõem nos pedais gira em torno de 35 a 50 km/h.
Rapidamente parecem crescer na sua frente e retribuem com acenos de mão. 
Quando passam parecem relâmpagos. Rápidos e brilhantes.


De perto percebe-se o colorido das roupas, dos óculos e dos capacetes. Só eles entre si se reconhecem. Mesmo quando não estão no pelotão, identificam quem é quem por estas referências ou pela bicicleta que usam.

Mas lá do meio alguém gritou para mim. Eu é que fui reconhecida e neste momento, sim, "reconheci" um deles.

Neste pelotão estava o nosso amigo Valcemar Justino da Silva, o Campeão Brasileiro de Ciclismo de Estrada de 2008, na categoria Elite masculina.

Aos 46 anos Valcemar ainda faz 150 km, literalmente brincando e carrega a moçada toda na roda. 



Tudo isto se passa em segundos. E lá se vão eles.
A foto tem que ser batida no automático. Conseguir uma boa foto é uma questão de sorte. O que não tive, porque neste caso, foto boa tem que pegar o pelotão inteiro,  mas fica o registro.


Aposentado do cliclismo profissional, Valcemar contou-me depois, que esta é uma equipe (idade média de 26 anos) que ele está treinando, incluindo seu filho Renan Silva para representar o Município de Balneário Piçarras, na competição dos Jogos Abertos de Santa Catarina, que esta acontecendo na cidade de Itajaí.

O treino de hoje incluiu, saída de Joinville, dando a volta por, Guaramirim, Massaranduba, São João do Itaperiu, Barra Velha e o retorno para Joinville, total de 135 km, velocidade média de 35 km/h.



Ele, O Valcemar competirá na categoria resistência no domingo (23/11) e contra relógio na segunda feira (24/11). 

Aposentado, mas não muito, pelo que vejo.

Um grande abraço à você, meu amigo campeão.


*Descrição detalhada das fotos para acesso do deficiente visual (para saber mais clique aqui
Todas as fotos foram tiradas na BR 101 do pelotão de ciclismo de estrada.

3 comentários:

  1. Um verdadeiro espetáculo! Invejo essa turma, mas sou apenas uma "passeadora de bicicleta". Minha habilidade ficou na adolescencia e nao amadureceu. Aqui faz parte da grade curricular do ensino básico, desde aprender a andar como regras de transito e muitas vezes, quando vejo um "pelotaozinho" na rua, paro por mais de meia hora, observando a aula e a evolucao de cada aluninho, embevecida...princípios de civilidade e urbanidade...

    ResponderExcluir
  2. Oi Raquel, muito bom o post. Me lembrei dos nossos tempos de pedal. Tempo bom. Um grande beijo.

    ResponderExcluir