segunda-feira, 7 de maio de 2018

Um enigma chamado silêncio

Corredeira de água sobre rio de pedra

O silêncio é a ausência total de som, mas é sobre o barulho ou ruídos, a preocupação de hoje.

O principal objetivo do dia do Silêncio é conscientizar as pessoas dos males que a poluição sonora provoca. Prejudica a concentração, eleva os níveis de stress atuando diretamente na qualidade de vida.

O assunto parece ter distintas interpretações, dependendo da abordagem, a exemplo da expressão usada como metáfora "um silêncio ensurdecedor". A definição da palavra ensurdecedor quer dizer aquilo que produz um ruído alto e estrondoso. Palavras antagônicas, opostas, ambíguas? Silêncio e barulho, parece que um não existe sem o outro.

Mas afinal o que é este agente abstrato que mexe com as pessoas, que auxilia, mas também incomoda. O silêncio tem o poder de agir diretamente no emocional das pessoas, de fazer a sua falta ou a presença ser um gerador de paz ou tristeza.

Há o silêncio no sentido da fala também chamado de mudez, mutismo ou taciturnidade, que por sua vez significa tristeza, solidão, melancolia.

Há o silêncio no sentido da calmaria que remete à lembrança do remanso, da quietude, da paz, da serenidade.

Há o silêncio de comportamento relacionado com a atenção, com a moderação, com a discrição, com o comedimento, com a reticência, e também com o segredo, com o sigilo. 

Ah! Quanto poder existe neste tal desse silêncio.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário