sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Walter Pfeffer - O Motoqueiro Colecionador

Na frente do enorme terreno onde está a sua casa, na cidade de Rio Negro (PR), há esta montagem de um  Posto de Gasolina, que de tão antigo e ao mesmo tempo tão bem cuidado, fiquei em dúvida se estava em funcionamento ou abandonado.


Pensei: Será que o "cara" vende???.
Procurando por outra informação, entramos para falar com o dono da propriedade, ao qual fui apresentada e que fiquei sabendo chamar-se Walter Pfeffer, nome que até então nada significava para mim.

Agora entendo que o "Posto de Gasolina", é a representação da paixão da vida de Walter Pfeffer por motos e carros.


Carros antigos que ele busca, compra e os faz funcionar na imensa oficina que mantém em casa. 
Também faz parte do seu acervo, hoje totalmente recuperada, uma antiga patrola adquirida em um leilão da prefeitura municipal.

O estribo do Ford F 8 Big Job (modelo gravado na lateral) foi presente de um amigo. O volante,  o motor recuperado, são detalhes mostrados um a um com a devida explicação.



Quando cheguei neste ponto, senti o quanto fui ingênua em pensar que Walter Pfeffer, poderia vender o seu "Posto de Gasolina" da entrada. Ele é um colecionador de objetos antigos, principalmente de carros e de tudo o que diz respeitos a eles.

E apresenta o seu grande orgulho.



Fixado num painel na parede, expõe fotos do passo a passo de como recebeu este carro, como seria o
original e exibe a transformação executada pelo mentor.



Tres pedais. Nenhum deles é o acelerador. O acelador é uma dessas alavancas da mão. 
A ré é pisando no pedal da esquerda e da direita ao mesmo tempo. 
Sinceramente confesso que não sei explicar tudo o que vi e ouvi. 
Para evitar escrever bobagens, estou postando o vídeo com todas as explicações que Walter que nos deu.
Não faltou uma volta no carro, para ter a sensação do que é voar num automóvel dos anos 20.


Envolvido politicamente nos interesses de sua cidade, e como todos que se envolvem seriamente, saiu decepcionado. 
Os certificados de títulos de reconhecimento das entidades da cidade, cobrem as paredes de seu galpão.


E veio a maior das surpresas.
Walter é um super campeão de MOTOCROSS.
Titulos, troféus e fotografias documentam a sua bela e bem sucedida carreira.

*abre parênteses (a foto da Carla Perez, em poster de oficina mecânica...não podia ser mais característica nem deixar de ser notada) fecha parênteses.
P E R F E I T A com o ambiente.

Contou-nos que há dois anos, mais uma vez surpreendeu a todos, se  inscrevendo em mais uma etapa do Campeonato Paranaense de Motocross, em Rio Negro.
Chegou para a competição em seu carro dos anos 20 levando sua moto na carroceria. Coisas do Tunel do Tempo...
Nada demais hoje em dia, mas quem nos anos 20 imaginaria tal cena? 
Emocionado relata a surpresa que teve com a grande homenagem recebida na ocasião, que lhe rendeu o trofeu que exibe com orgulho.


Nos distraímos por mais de uma hora, com suas história e explicações, inclusive sobre a origem do nome de sua empresa. 
Feffa é a reprodução do som de seu sobrenome Pfeffer, pronunciado por seus amigos. 
Ao final ele nos disse: "Ganhei meu dia" se referindo a nossa visita, retruquei dizendo: quem ganhou o dia fomos nós.
Obrigada "Feffa" por sua gentileza.


VEJA O VÍDEO
http://www.youtube.com/watch?v=ejD4kZR23UY&feature=youtu.be

6 comentários:

  1. Walter além de um verdadeiro Amigo, é um grande Homem, e tive o prazer de participar de algumas provas, é muito competitivo com a Garra de um Campeão em todos os sentidos.
    Pioneiro no Motocross Brasileiro na década de 1970, espero competir novamente com este Ilustre Piloto

    ResponderExcluir
  2. Raquel Superlinda fiquei surpreso emocionado feliz satisfeito sem palavras quando estava vendo as mensagens me deparei com esta reportagem minha tao perfeita tao bem descrita. Raquel quero agradecer de coraçao esta materia de tao boa qualidade tao bem elaborada de improviso sem uma siquer anotaçao.
    Muito obrigado muito obrigado Ganhei o dia...
    Rio Negro 18 de janeiro de 2013. Walter Pfeffer

    ResponderExcluir
  3. É necessária muita garra e força de vontade, para reconstruir um veículo nestas condições.
    Parabéns, meu amigo Walter.

    ResponderExcluir
  4. É sempre uma satisfação conversar o Walter, ontem (11/07) estive com ele, conversando por mais de duas horas e posso garantir faltou tempo deste que vos escreve para colocar todos os assuntos em dia.
    Dia 30/07 retornarei para outros bons momentos de conversa.
    Gilberto

    ResponderExcluir
  5. O Walter é um grande amigo. Pessoa simples, solidário e muito popular em Rio Negro e região. Um grande sonhador que dá valor a natureza e as coisas que expressam sentimentos, diria uma pessoa de um coração distinto. As pessoas que tiverem oportunidade devem conhecê-lo, e se encantarão com a sua amizade e humildade.

    ResponderExcluir