domingo, 6 de janeiro de 2013

Uma Vida Em 52 Objetos - 18/52 Semanas Desenhos de Crianças




Duas obras de arte. Não há quem me convença do contrário.

Para entender estas pinturas, olhe o tempo que for necessário para ver detalhadamente como seus elementos estão organizados.
Confronte o que está sendo visto com um conjunto de referências sobre os artistas, sobre seu momento histórico e a arte de seu tempo.
Simplesmente olhar é insuficiente, busque não apenas uma forma, mas também um significado.
O  “olhar” e a “história” são duas fontes de informações que devem ser tomadas simultaneamente.
É possível perceber a idade dos artistas? Como são suas pinceladas? Vendo as pinturas, podemos imaginar a intensidade com que tocavam o pincel, a velocidade e a extensão do movimento de suas mãos.



Pesquisei no google ítens a serem observados para analisar uma obra de arte e encontrei o trabalho de Ronaldo Entler de onde me baseei (algumas colei), para montar este texto. 
Ao autor do texto, todo o meu respeito.

Naturalmente isto é uma brincadeira que fiz para valorizar os dois quadros pintados ou desenhados por meus filhos na infância, que por si só, já seria o suficiente, para fazer parte da minha lista dos 52 Objetos.
Dois objetos que sempre guardarei comigo em algum lugar de destaque e principalmente no meu coração.


4 comentários:

  1. Revolvendo o baú da memória, você confirma o que Gonzaguinha afirmou em uma das suas memoráveis melódias: "a pureza da resposta das crianças" retribuindo em rabiscos simples todo o carinho, amor e a aentimento recebido da mãe.

    ResponderExcluir
  2. Virgilio vou chorar outra vez....

    ResponderExcluir
  3. Oi, linda, eu tb adorei o quadro do Bê. E vou te dar a BANANA do Vini que está no meu escritório. Lindíssima tb.
    Beijo da mãe

    ResponderExcluir
  4. Obrigada por me convidar a ver essas lindas obras de arte.
    e se entendi direito, temos algo em comum: Meu filho chama-se Bernardo!
    Bj

    ResponderExcluir