quarta-feira, 1 de maio de 2013

Por Que Viajar é Cultura? II

Porque você vê que sinal de trânsito para ciclista existe e é obedecido, por ciclistas e motoristas de veículos.



Porque entende que semáfaro para bicicleta é possível.



E ainda:


Que parking não é só estacionamento para carros.




Que ciclista para na faixa de trânsito assim como qualquer veículos.

Que transitar na mesma via dos carros, não significa ser atropelado.



Que rush, ônibus e os ciclistas existem em todas as cidades, mas principalmente você aprende que há espaço para todos, quando há respeito e educação no trânsito.




E porque, ao comentar com um motorista de táxi, a admiração por ver o respeito deles com os ciclistas, ouve como resposta que: 

"É porque todos nós motoristas também somos ciclistas."

É tudo uma questão de cultura.


*Fotos de viagem à Alemanha.







Um comentário:

  1. Realmente Raquel na europa as coisas são diferentes. Morei quase um ano em Valencia na Espanha e naturalmente levei minha bicicleta. Sou neto de espanhóis por parte de mãe, mas posso lhe garantir que não sinto saudades da forma como tratam estrangeiros, em Valencia, mesmo com o sobrenome espanhol. Não posso falar de outras províncias pois viajei muito pouco por lá. Percorri várias estradinhas na região com mina bike, e surpreendentemente os valencianos são extremamente corteses e pacientes no trânsito, fato que me fez pensar. Procurei saber o porque dessa diferença de atitude das ruas a pé, para as estradas e olhe só o que descobri. A descortesia na estrada, ou seja qualquer acidente envolvendo automóveis ou caminhões e pedestres ou ciclistas nas estradas ou cidades, resulta numa enxaqueca vitalícia para o motorista, além é claro das pesadíssimas multas cobradas. Simples assim! Mexeu no bolso, a educação marca presença! Bom dia

    ResponderExcluir