quarta-feira, 13 de novembro de 2013

BookCrossing - Os Últimos Livros Libertados


7° BookCrossing - Blogueiro está quase no final.

Hoje estou mostrando mais alguns registros de "liberdade" dadas aos livros que recebi de amigos e já consigo fazer algumas considerações deste trabalho. 

- Muito poucas pessoas conhecem este projeto.

- Todos que tomam conhecimento acham uma ótima idéia, mas poucos participam.

- Sempre tem alguém que corre ao seu encontro para avisar: Eiii! você esqueceu....

- Senti receio em aproximar-me de crianças (coisas do mundo moderno), entregar livros e alguém achar que eu poderia estar aliciando menores. Pode ser exagero, mas foi uma sensação muito ruim. Assim optei por fazer a entrega, à crianças acompanhadas de adulto.



LIbertando Pelo Correio.

Mandei algumas revistas OMNI, que ganhei da Andrea von Linsingen à um estudante de publicidade do Rio de Janeiro. São revistas em inglês, todas da década de 1980, de assuntos variados. As fotos, imagens e as propagandas são interessantes, de qualidade e bonitas.

Foto de uma agencia do correio, da revista Omni e do pacote selado pelo correio ao estudante.


Para Lualessi e Roberta, ambas foram minhas escolhidas para receberem livros, na forma como já publiquei em postagem anterior.
Por coincidência as duas moram no Paraná.
Os livros que estão na foto, foram para a Luallessi, os da Roberta, esqueci de fotografar, ninguém é perfeito, todos também pelo Correio.


Foto dos livros enviados  e dos pacotes selados no Correio para Luallessi e Roberta.



Os livros de inglês que também recebi da Andrea von Linsingen, eu libertei em escolas de inglês.


Foto dos livros deixados  nas Escolas Wizard, Brasil EUA e Phil Yong


A professora Deisemara, ajudou-me a distribuir livros, que foram entregues para a Luciana, já no post do BookCrossing Blogueiro Kids
Deixou um livro na praça de leitura da Escola Municipal onde trabalha e flagrou o pai de um aluno olhando o livro.
Comentando sobre o assunto com sua aluna de personal training ao sair da academia, entregou-lhe a pedido e sob as condições do projeto dois livros à Sonia. 
Sonia, que é professora de inglês também escolheu um dos livros da Andrea von Linsigen.

Foto da Deisemara, da Sonia e do pai de aluno com os livros recebidos.


Na praça do Terminal de Ônibus Urbano de JoinvilLÊ, há um carrinho de livros, puxado por uma bicicleta, de responsabilidade da Fundação Cultural de Joinville. 
Qualquer pessoa que por ali transita pode pegar para ler e levar para casa os livros.
Pedi ajuda e este senhor se prontificou a colocá-los nas prateleiras. 

Foto do senhor colocando os livros no carrinho na praça do terminal de ônibus 


A Jaciara, minha colega de trabalho, colaborou libertando um livro dentro do ônibus urbano. Quando lhe entreguei, mais do que depressa, após ler o título, disse que aquele, ela primeiro iria ler depois passaria a frente. E por que não???? Em contrapartida escolheu um da sua casa e largou no ônibus.

Foto da Jaciara com o livro que levou para casa na mão, e o livro deixado no banco do ônibus.


No parabrisa do carro do meu vizinho de garagem larguei tres livros. Ele tem intuição suficiente para entender o que fazer com eles.

Na foto de baixo, numa família onde predominam mulheres e adolescentes, livros doces e românticos foram entregues à Claudete.

Foto dos livros deixado no painel do carro do vizinho e dos que foram para a Claudete.



Na parte dos fundos do salão de cabelereiro que frequento, há um recanto todo especial só para os funcionários descansarem nos momentos de folga. Olhem só o lance que peguei ao sair, de uma funcionária folheando um dos livros que lá deixei.

Foto dos livros na cadeira de vime deixados no salão de cabelereiro e da funcionara lendo o livro.


E por último, este que por motivos ainda não desvendados, foi o que tive mais dificuldade em abandoná-lo. Observaram que não usei o termo libertá-lo? Propositadamente não corrigi. 
Não fosse o compromisso com os objetivos do projeto, acho que teria  enclausurado-o na minha casa.
Larguei-o no Outback, espero que alguém de bom gosto o encontre.

Foto do livro Se Houver Amanhã de Sidney Sheldon, na mesa do Outback.


Postado por





Raquel Ramos

raquel@superlinda.com





7 comentários:

  1. Realmente vc abraçou o projeto Raquel...
    Eeehhhhhhhhh... eu fiquei feliz de ser lembrada pra receber livros e fiquei ainda mais feliz porque ainda não li nenhum e o primeiro que eu comecei a ler, Cidade de Ladrões, já estou amando (o que pode ser um problema na hora de passar pra outro rs).

    Olha, vou te dizer que vc largar um livro em algum lugar e alguém correr atrás para avisar que esqueceu é até reconfortante visto que é um gesto de educação e certa honestidade :)

    É, hoje em dia está complicado se aproximar de criança... Tem pais que fazem logo aquela cara de pedofilia ou sequestro a vista. Eu até entendo a preocupação, mas é uma situação chata.

    Bem, já que vc ficou tão animada com o projeto e tem amigos gentis que te cedem livros, já aviso que na edição de abril, se não me engano, eu me candidato a receber outros livros, ok? E se forem entrando Um Dia de David Nicholls , Coração de Tinta de Cornelia Funke, Marley e Eu, A menina que roubava livros e...bem, lembre de mim (abusada, eu sei kkk)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só depois que ficar comprovado que vc não enclausurou os livros que recebeu nesta 7a edição rsrsrs. Vou garantir para ti o "A menina que roubava livros", sei de tres pessoas que tem, uma delas há de me dar. Um abraço.

      Excluir
  2. Raquel! Nossa que empolgação! Sei que é difícil abordar crianças, mas há tanta violência que eu entendo perfeitamente e fez bem em somente abordar crianças acompanhadas. Minha filha tem a orientação de nunca falar com estranhos e sei que muitos outros pequenos também. É triste, mas é o mundo moderno se sobrepondo à humanidade. Senti sua emoção ao ver pessoas folheando livros que libertou. Também fico emocionada, sabendo que o projeto está sendo bem recebido. Amei o carrinho de Joinville!
    Um grande beijo
    Thaty

    http://deliriosdathaty.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Thaís, é mais do que necessário proteger nossas crianças. Compreendo perfeitamente. Obrigada pelo apoio.

    ResponderExcluir
  4. Raquel,

    Eu sou uma dessas que acho super interessante, mas que nunca fiz! Acho que vou tentar fazer este ano, quer dizer, esta semana, antes que se acabe.

    Um bjo grande, Sheyla.

    ResponderExcluir
  5. OI Raquel, que legal ... voce 'libertou' uma biblioteca! Muito bacana!!
    Parabéns por ser firme no propósito, minha primeira participação foi difícil, muita vontade de pegar o livro de volta e sair correndo....rs
    Mas, o apego passa ... =)

    beijo da Tin

    ResponderExcluir