segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Vida de Gorda não é Fofa, nem Fácil!










Link das Imgens


Salvo os que são gordos por problemas de saúde, todos nós sabemos onde pecamos e porque engordamos.
Foto ilustrativa de imagens tiradas do google de gordos em atitudes de ataque à geladeira, sonhando com comida na cama ou enfrentando a balança.


Dizer que sou gorda porque tenho o metabolismo lento, não pode mais servir de desculpa. Porque todo gordo, exceto os que tem problemas de saúde (e não vou mais especificar isto porque não é deles que estou falando) tem metabolismo lento.

Somos todos iguais. Gordo tem que comer menos e fazer atividade física para acelar o metabolismo.

Não adianta ficarmos nos comparando com aquele(a) colega do trabalho, que come, come, come e não engorda. 

Já sabemos que é assim, ele pode, nós não.

Já ouvi gente dizer que basta deixar de beber a cerveja nos finais de semana, que já emagrece. Naturalmente que é a cerveja que o engorda.

Há quem diga que parou de comer pão à noite e emagreceu. Comprovadamente o problema desta pessoa esta no pão que come à noite.

Eu Raquel, se disser que vou deixar de beber cerveja nos finais de semana para emagrecer, não vai adiantar nada, porque eu não bebo cerveja nunca. 
O que tenho que fazer é reconhecer onde eu me excedo, não onde o vizinho se excede.

Este é um segredo guardado e tão bem escondido dentro de nós, que só quando estamos bem sozinhos mostramos para nós mesmas.

Quando reconheci isto, comedora compulsiva das madrugadas, daquelas que se agarra num pacote de bolacha com leite gelado (humhummm que coisa boa), para esquecer qualquer angústia e voltar para cama, achando que o problema esta resolvido, pensei:

E quando tenho que fazer exame de sangue de manhã cedo e preciso fazer jejum? Se eu aguento para uma coisa chata, porque não aguentar para a outra, que vai fazer eu me sentir melhor e mais bonita ao emagrecer.

Com esta mudança de pensamento, hoje controlo esta minha sede de comida durante a noite.

Assim como o bebedor de cerveja de fim de semana, ou o comedor de pão a noite, eu sei que o mais me faz engordar é a comida da noite.

E assim passei a controlar este hábito. Primeiro diminuindo a quantidade, depois substituindo por alimentos menos calóricos.

Dá certo gente. Nada disto acontece num passe de mágica. A gente cai, a gente levanta e tenta outra vez. Cai, levanta e tenta outra vez. Cai...

Hoje além de eu comer muito pouco a noite, não levanto mais para comer nas madrugadas. Quer dizer...não "todas" as noites. rsrs


Em tempo: Em compensação, acordo com uma fome de leão...rsrsr. Como muito de manhã, mas tenho o dia inteiro para gastar as calorias.


O primeiro post da série (link para acesso).



Postado por



Raquel Ramos

raquel@superlinda.com




 




2 comentários:

  1. Raquel, vou repetir, pois acabou de sumir meu comentário.
    Este foi o texto mais eficaz que já li sobre o tema e a tua decisao, a mais acertada (para o teu caso).
    Vou refletir sobre o meu caso (caso de amor com a engorda) para definir (no meu caso), qual o "flanco" devo atacar...
    Uma ótima semana...

    ResponderExcluir
  2. Comer de madrugada deve ter algo de psicológico no ato, do tipo 'a noite, povo dormindo...vou engordar menos porque ninguém vai ver que estou comendo'. É fato, gordo mente muito pra si rs

    E trapaceia um bocado nas dietas, A gente vê explícito isso em programas como o 'comendo escondido'. Povo antes faz uma relação do que começa comer durante o dia, mas quando as câmeras passam os flagrantes, já que os seguem dentro e fora de casa, até o gordo se surpreende do tanto que comeu. Não tem amnésia alcoólica? Deve ter amnesia alimentícia também!

    E sim, eu já vi gordo, na hora de fazer lista do que ia cortar pra tentar emagrecer, cortando doce de coco e polenta, mas a pessoa nem gostava de doce de coco e polenta, quando tinha em casa, já não comia mesmo kkkk

    Deve ser por coisas assim que gordo tem fama de engraçado :)

    ResponderExcluir