sábado, 22 de fevereiro de 2014

A Ucrânia, a Venezuela e o Brasil


                                                              

                                                                    
                                                                          Foto com as bandeiras da Ucrânia, Venezuela e Brasil


Tomei conhecimento deste vídeo sobre a situação na Ucrânia, através do Facebook do Fotografo Julian Marinov - Twitter @JMarinov


 Para ouvir o vídeo clique aqui



Isto acontece porque existe Gaddafi, Idi Amim, Hitler, Saddm Hussein, Stalin, Pinochet, Franco e Maduro, espalhados pelo mundo todo, que recebem apoio dos governos vizinhos para as suas atrocidades.

Entender como violência ou violação aos direitos de liberdade o que acontece num país do qual temos muito pouca notícia, acesso, informação e conhecimento, é confortável e demonstra uma correta posição política. 

Já a mesma atitude em relação aos nossos tão queridos irmãos do Mercosul, irmãos sul-americanos, parece ser mais delicado.

Nosso governo toma a velha atitude doméstica de vizinho que não quer se meter na vida dos outros. 
É como calar e não denunciar, que o nosso vizinho de porta, é pedófilo, aliciador de menores, traficante ou ladrão vagabundo.

Dois pesos e duas medidas de um governo, cujos líderes, um dia, lutaram pelo que diziam ser um ideal de democracia e liberdade. 

Parece-me que esses ideais estavam só na panfletagem.  

O objetivo era um só, o poder. 
Perigo ainda maior em se tratando de poder ocupado por militantes do regime socialista facista autoritário. 
Impõem altas cargas tributárias, com a intenção de atender as necessidades do povo, o que não condiz com a realidade. O que vemos diariamente nos jornais, quando não in loco, é a mais precária e vergonhosa situação da saúde, educação, transporte e segurança do povo brasileiro. 

Por aqui, a arrecadação tem caminhos tortuosos e fins obscuros, ou nem tão obscuros assim. Os investimentos nos países dirigidos por seguidores simpatizantes dos tiranos bolivarianos da America do Sul e Caribe, já o fazem claramente comparecendo às cerimônias de inauguração.

Concluo que eles entendem muito bem tudo isso que está acontecendo na Ucrânia e na Venezuela,  porque muita baderna já fizeram. Os danos ao patrimônio público e privado, os roubos aos bancos, que receberam o nome de saques, os sequestros que realizaram mantendo pessoas em cárcere privado, como se isto não fosse violação de liberdade, e os muitos tiros que deram.

Nossos governantes deveriam ter mais respeito pelo povo brasileiro. Foi a luta pelas Diretas Já, que rompeu com a ditadura e possibilitou o retorno deles à vida pública e ao poder. O povo foi movido pelo sentimento de liberdade, que hoje reverte-se em medo e apreensão pela possibilidade de nos levar novamente a ditadura.

Eles conhecem bem o caminho.




3 comentários:

  1. Raquel, daqui eu acompanho alguma coisa da política brasileira e do que está acontecendo na Venezuela também. Eu tenho muito medo do que pode acontecer com o Brasil (será que pior fica??), com o crescente aumento dessas idéias socialistas com bases fascistas. Não sei o que esperar....não mesmo!

    ResponderExcluir
  2. Nem mesmo nós que estamos aqui, sabemos Sandra. Há uma apreensão geral.

    ResponderExcluir
  3. Moça velha, parece que estás em marte. Desce das tuas tamancas e vá trabalhar. Respeite as urnas.

    ResponderExcluir