quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Filho É Para Sempre



Montagem de fotos de Vinícius e Bernardo em várias fases e idades, desde a infância até a idade adulta.


É um assunto que não se esgota.  FILHOS.

Há dias no post VEM AÍ UMA NOVA GERAÇÃO DE CRIANÇAS MALUQUETES ....de Luma Rosa deixei este comentário :



"Luma, já passei da fase de preocupação com filhos crianças e adolescente, permanece agora e para todo o sempre a preocupação com filhos adultos. "No meu tempo" de mãe de filhos adolescentes, sempre tive essa consciência : filho esconde informações dos pais. Dito e feito. Se você pai e mãe não tiver coragem suficiente e precisa de mta coragem, para enfrentar o medo terrível de "encontrar" alguma coisa, e principalmente encarar o preconceito de que terapia é coisa para criança problema, estará correndo um sério risco de ter muitos problemas com seus filhos."

Sempre escondi de meus filhos a total vigilância que mantinha sobre eles. Só assim os manteria relaxados para deixarem a mostra seus erros e eu os pudesse flagar. Sim o termo é esse mesmo, flagar. Só os pegamos em flagrante. 

Que nenhum pai ou mãe tenha a ilusão de que seus filhos contarão o que fazem de errado na rua, a não ser quando a m....já deu.

Não tive o menor pudor em esconder deles, atitudes consideradas invasão de privacidade, para obter informações de suas vidas. MÃE É MÃE e pode tudo.

O pior obstáculo para enfrentar problemas com os filhos, especialmente com drogas, é o nosso próprio medo de, ao abrir uma mochila depararmos com a tal palhinha ou pozinho lá dentro. Nós pais, também queremos nos proteger, fugindo do assunto. Dói bem menos.

Depois do problema instalado e exposto  abertamente na cara de todos, podemos alegar que não sabíamos de nada, que nunca desconfiamos de nada e aliviar nossa culpa. Os pais passam a ser as vítimas. Aqueles que sempre cuidaram tão bem do filho e mesmo assim esse filho tornou-se um viciado.

Sempre fiz vista grossa para "pequenos delitos" e assim garantir-me nos assuntos sérios. Eles de uma certa forma precisam sentir que estão fazendo algo escondido dos pais. Sente-se poderosos. Desafio é o que os move. Se tivermos "conhecimento" de tudo que fazem, irão procurar mais e mais atos proibitivos que lhes causem a sensação de poder.

São muito mais espertos do que nós, certamente não consegui pegá-los em todas.
Mas nos que consegui, usei de muitos artifícios, envolvi pessoas (todas a meu favor, claro) e principalmente não abri mão de terapia desde a infância, para eles. 

A palavra dita por um psicólogo é assimilada, entendida, aceita e "obedecida". Enquanto que pai e mãe..."dherrrddd" só ficam pegando no pé, exageram em tudo, um saco....

A procura por drogas é quase sempre motivada por auto afirmação e  terapia é a melhor medida preventiva.

Meus filhos foram crianças, adolescentes e jovens que usaram e abusaram do direito de serem chatos, gazear aula, bater o carro, tomar porre, tudo dentro da maior normalidade de comportamento da idade.

Incomodaram, deram trabalho, preocupação, chateação e muitas vezes tiraram-me do sério.

Época em que meu maior desejo era vê-los crescidos, para poder dormir uma noite inteira, viajar sem preocupação e passar um sábado na cama depois da festa de sexta feira.

Eles cresceram e eu continuo sem dormir a noite enquanto não ouço o barulho da chave da porta e eles chegando da balada. Continuo querendo saber se esta tudo em ordem quando viajo. Prefiro ficar nas sextas feiras de noite em casa conversando ou assistindo um filme com eles e no sábado ao invés de dormir, quero acordar para servir-lhes ou sair para um delicioso café da manhã.

Hoje eles são dois homens e eu continuo mãe menos preocupada com o comportamento e mais com os seus sentimentos, mas sempre mãe.

Filho é Para Sempre!




7 comentários:

  1. pois eu já estou na 4a. fase; além de adultos, já me deram netos. Mas a preocupacao continua, agora por terem se tornado mae e pai desses meus netos maravilhosos. Continuo usando alguns artifícios para nao entrar em choque com a educacao que eles escolheram para os seus filhos(ainda que muitas vezes, flagro atitudes que eu mesma teria tomado)...Filhos sao para sempre!

    ResponderExcluir
  2. Não existe a expressão "ex filho"!
    A preocupação não acaba nunca, só muda de intensidade conforme a idade.
    Meu filho mora em outro país, minha neta nasceu lá ........... preocupação ..........
    diferente ................. coisa de mãe rsrsrsr
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Raquel!
    Bacana você ter postado sobre o assunto e fazer referência ao meu post! :D Depois que o publiquei, recebi alguns e-mails de mães preocupadas com o que eventualmente ou corriqueiramente seus filhos poderiam estar fazendo na rua. Sabe que agora a moda é chupar um pirulito que aparentemente é inofensivo, mas se trata de "maconha medicinal". Os filhos estão chupando pirulitos debaixo das barbas dos pais e eles não sabem do que se trata. Falta aos pais informação para ter a coragem que se referiu no texto. Temos que ser vigilantes e cumprir o nosso papel. Não tem como bisbilhotar e dar um toco nos pais que dizem não ser "politicamente correto" invadir a privacidade dos filhos. Oras, invadir a privacidade fazemos desde que trocamos suas fraldas, por que agora seria diferente? (rs*)
    Beijus,

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Raquel! Descobri como postar meus comentários aqui no seu blog, sem que eles sumam. Uhuuu! O comentário anterior, que aparece como removido era apenas a palavra "teste".
    Só criei uma conta no google. Simples assim. Meu comentário sobre o "Filhos para sempre", que eu postei no face, oportunamente vou passar para cá. Agora, vou lá para os comentários do "Miss Joinville". Beijos

    ResponderExcluir
  6. Silvia, Jô, Luma, obrigada pelos comentários, quanto a vc Rosvita tinha certeza que vc ia conseguir, rsrs beijos

    ResponderExcluir