quinta-feira, 15 de maio de 2014

As Peculiaridades da Alemanha, Sob os Olhos de uma Brasileira.


Tudo começou com Oliver Teboul, um francês falando das "curiosidades do Brasil". Depois foi a vez de Londres, sob o olhar da brasileira Heloisa Righetto. Eu mostrei as curiosidade de Joinville, e agora Silvia Helenice Nitschke, uma brasileira que mora em Dortmund, nos fala das peculiaridades da Alemanha.


Montagem de foto, com o mapa da Alemanha destacando a cidade de Dortmund, informações do Wikipédia sobre a cidade, vista panoramica da cidade e do time do futebol Borussia Dortmund. 

Neste post, sou apenas leitora e como tal deixo minhas observações nos comentários. 

Silvia Helenice escreveu:
"Aqui na Alemanha: com os olhos de Heloisa Righetto e anotações minhas:

1 - O gosto pela moda é sempre duvidoso (algo kitsch).

2 - Todo alemão lê livros nos transportes coletivos.

3- Ninguém puxa conversa com estranhos; só para saber se há atraso do trem ou do médico.

4 - Todos reclamam dos eventuais 8 minutos de atraso do metrô.

5 - O uso de guarda-chuvas é restrito aos estrangeiros (alemão não usa).

6 - Ninguém atravessa a rua se o sinal estiver vermelho, ainda que não venha carro algum.

7 - Motorista de ônibus não para fora do ponto; todo ônibus tem um sistema hidráulico, para rebaixar até o chão e facilitar a subida do passageiro e o motorista (que também é o cobrador), desce para auxiliar um cadeirante a subir a rampinha de entrada do ônibus.

8 - Todos que moram em apartamento, possuem um Garten. Espécie de chácara pequena localizadas relativamente próximas da região onde moram. Ali plantam ou criam alguns animais (coelhos, galinhas, araras, pássaros em geral).

9 - Sempre tem alguém na rua, com uma mala de rodinhas. Sempre.

10 - As ruas são sempre limpas, mas você sempre vê, pelos cantos, cacos de vidro de cerveja e folhas.

11 - Alemão só toma água de bolinha (gaseificada). Se quiser sem, tem que pedir especificamente.

12 -  É raro alguém fazer uma pausa na hora do almoço. Almoça-se caminhando (wurst com pão.) Em qualquer lugar há um quiosque (Bude), onde se compra uma salsicha grelhada, coloca-se molho de curry e é servido em um pratinho de papelão com batatas fritas chamado Currywurst mit Pommes é o Fast Food do alemão.

13 - Frequentemente (quando faz sol), usam a pausa do almoço para lagartear em algum gramado próximo ao trabalho.

14 - Ninguém escova os dentes após o almoço.

15 - A maneira de se fazer realmente amizade com um alemão é ir a um local (bar, boteco) com ele e beber (muito) juntos.

16 - O alemão que quer mudar de apartamento, ainda que no mesmo bairro, é um aventureiro, quase um cigano.

17 - Se paga para visitar museus, castelos, ruinas e até alguns parques (sempre entre 2 e 10 euros).

18 - Existe Carteira de Motorista (a brasileira só é aceita até 6 meses após a entrada na Alemanha), Carteira de Saúde, Carteira de Pescador (após curso de 6 meses), Carteira de Transporte Público, Carteira de Estrangeiro Residente. Mas raramente, alguém conhece Cartão de Crédito. E mais raramente, alguém recebe através dele, muito poucos estabelecimentos comerciais recebem cartão. É tudo pago em cash (Bargeld).

19 - O alemão não tem pudores em assoar o nariz em público, com o mais alto ruído possível. E sempre anda com um lenço de papel (chamado Tempo).

20 - Ao ficar resfriado, o alemão carrega um envelope de Tempo, mas usa o mesmo lenço o dia inteiro, colocando-o depois de usado, no bolso ou bolsa ou ainda dentro da manga.

21 - Alemão que não está lendo um livro no metro, abre o seu laptop e continua o trabalho ou assiste um filme. Os estrangeiros jogam ou assistem musicais.

22 - No Transporte público, há sempre cartazes proibindo música sem fone de ouvido, comidas e bebidas.

23 - Todo alemão diz gostar da neve, mas quando ela chega, não param de reclamar dela.

24 - Normalmente, só quando neva se tem algumas notícias de acidente automobilístico.

25 - Quando neva, muitas atrações turisticas deixam de funcionar (incluindo-se o fechamento de muitos parques).

26 - Todos os alemães dizem que a Alemanha atual é a República de Bananas, mas ninguém quer sair daqui.

27 - Ratos, você só vê nos Gartens, para compensar, no centro da cidade (nos parques e jardins) verá coelhos, esquilos, renas, faisões e vários outros animais estranhos.

28 - Chá é para os estrangeiros. Salvo casos de resfriados.

29 - Não existe arquitetura moderna. Eles estacionaram na Bauhaus (inaugurada por Walter Gropius em 1919) e redesenham a mesma arquitetura.

30 - As crianças pequenas, quando mais de um, usam o mesmo carrinho (carrinho duplo) dos bebês.

 31 - As primeiras bicicletas das criancinhas, não tem pedal, rodam via impulso dos pés.

32 - As crianças usam muita bicicleta para passear com os pais (estes também de bicicleta).

33 - Os alemães deixam passar uma oportunidade de trabalho se tiverem que mudar de cidade.

34 - Se você estiver carregado de sacolas, no trem, ônibus ou metro, não espere que alguém te ajude ou ceda o lugar.

35 - SUPER ou GEIL (tem o sentido da palavra "tesão" usado como expressão para algo muito bom) ou HAMMER (a tradução é martelo - pode ser usado para expressar algo muito bom ou muito ruim) são expressões que servem para diversas situações.

36 - Espirro, pum e arroto é sempre seguido de um "Me desculpe".

37 - Se você mora a mais de 15 minutos do trabalho e eles acham que você mora muito longe.

38 - Todos andam muito rápido, seja com sol, com chuva (pois não usam guarda-chuvas), com neve. Incluindo os velhinhos com andadores. É quando você tem certeza de que você esta completamente fora de forma.

39 - Passam o ano reclamando do clima, independente da estação.

40 - Ao conhecer uma pessoa, procure manter uma distância corpórea de um metro no mínimo, O abraço só virá depois de muitos porres tomados juntos.

41 - Todos tem dois ou três pré-nomes, mas só utilizam o sobrenome.

42 - Nos Imbis (fast-food), costumam perguntar se você vai comer ali ou levar.

43 - Se ouve com frequencia, que localizaram mais uma bomba (da 2a.Guerra) no trajeto, em virtude disso haverá atraso no trem ou metrô.

44 - Todos detestam a Angela Merckel, mas não admitem piadinhas a respeito.

45 - Todos conhecem alguém que conhece algum jogador de futebol, o que é a glória.

46 - Pizzas redondas, só nos restaurantes. As massas que se compram prontas, são para formas retangulares.

47 - Garten, como expliquei anteriormente, você pode arrendar um, administrado pela Prefeitura. Os estrangeiros ficam na fila esperando ter um liberado.

48 - As estações de trens ou de metros não tem catraca nem cobrador, mas você só deve adentrá-los se tiver um ticket válido em mãos (pode aparecer um fiscal e a multa é alta).

49 - Café é muito parecido com o brasileiro (forte), mas tem que ter um pingo de leite frio e nenhum açúcar.

50 - Na época do Natal, você vai assistir os mesmos filmes que se repetem há mais de 50 anos.

51 - Casal que mora há anos juntos, jamais dirá que são casado. E sempre dirão que ainda é muito cedo para isso.

52 - A vogal inicial em S tem o som de Z, portanto, Zilfia ( o V faz som de F).

53 - Usa-se esfregão para tudo. Salvo em algumas lojas de turcos; jamais vi alguém limpar o chão com vassoura, água e sabão. O mesmo se dá com as janelas (só spray e toalha de papel).

54 - Prestação de serviços é cara e ruim. E precisa ser marcada com muita antecedência.

55 - Eles desconhecem a expressão "pontualidade britânica", mas conhecem bem a impontualidade brasileira, pelo que, usam como motivo de piadas.

56- A formação acadêmica não determina exatamente a profissão que você irá exercer, apesar dela ser importantíssima, mas existem cursos de 3 anos de duração para toda e qualquer profissão.

57 - No supermercado, existe sempre só um caixa atendendo, mesmo que a fila já esteja com mais de 30 clientes.

58 - Até remédios bem simples, exigem receita médica e esta só é válida por um mês (esqueceu de comprar? Volte ao médico).

59 - A maioria dos faróis de trânsito, só tem o verde e o vermelho. E na maioria das vezes, a regra de preferência é do que vem da direita, independente da importância ou largura da rua.

60 - Além do Jornal do Bairro ( que você recebe mesmo que não queira), você tem uma infinidade de jornais gratuitos."


2 comentários:

  1. Ser observadora é uma das qualidades da Silvia. Ela é inteligente, escreve bem, portanto surpresa no texto ficou por conta somente das peculiaridades anotadas. Algumas delas observei quando viajei pela Alemanha, detalhes como os descritos, somente na vivência do dia a dia. Não há o que criticar. Hábitos e costumes de um povo, desde que não sejam prejudiciais a ninguém, devem ser respeitados.
    Obrigada Silvia, pela colaboração. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  2. Realmente não há o que se criticar sobre hábitos e costumes de um povo, desde que não sejam prejudiciais a ningém, devem ser respeitados. (Raquel Ramos ). A Silvia como você bem colocou é inteligente e escreve muito bem. Fica tão somente a constatação: brasileiros e alemães são totalmente diferentes, em quase tudo.

    ResponderExcluir