quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

As Margens do Rio Cachoeira


E este é o Rio Cachoeira. Ele corta a cidade, mas não tem mais a mesma beleza que só os colonizadores alemães viram quando aqui chegaram.


Hoje ele é um rio de cor turva, se enche de água somente em dia de maré alta e sofre para respirar.


As margens do Rio Cachoeira, você caminha ao lado de uma cerca viva florida e depara-se com um lindo e enorme pé de abacate em pleno exercício de "abacatar".


Pássaros rondando suas margens.


Não é preciso grandes investimentos, estudos e comissões de meio ambiente, para comprovação de que ali há vida, apesar dos maus tratos. 
Os peixes nadam, fazem piruetas, se exibem parecendo querer provar que há tempo de salvar o rio. Investimento precisa, sim, mas para limpar a sujeita de anos e anos de abandono.


Embora nem tudo o que se vê por aqui, sejam flores, mas é vida.


*Nota:  No dia de ontem, observando o Rio Cachoeira, vi uma tartaruga. Dedução: onde vive um jacaré, pode muito bem viver uma tartaruga. Sem celular ou máquina fotográfica, pedi para uma moça que passava correndo, para fotografar e ela respondeu que não podia parar seu treino. Esta, é bem mais despreparada do que eu.

Clique aqui para ouvir o Hino de Joinville

Clique aqui para ver o vídeo do jacaré Fritz que vive no Rio Cachoeira
O título deste post faz parte da letra do Hino de Joinville (vídeo abaixo).

Descrição detalhada das fotos para acesso do deficiente visual (para saber mais clique aqui)
1- Foto do Rio Cachoeira com lindo verde na sua margem e aves no galhos. 2 - Foto da cerca viva que margeia o rio com flores vermelhas. 3 - Foto do abacateiro com seus frutos. 4  - Foto de um passarinho na beira do rio. 5 - Foto da água turva do rio com peixes nadando. 6 - Foto de uma preá na margem do rio. 7 - vídeo do Hino de Joinville - 8 - vídeo do jacaré Fritz que vive no Rio Cachoeira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário