quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

As Margens do Rio Cachoeira


O título deste post faz parte da letra do Hino de Joinville (vídeo abaixo).

E este é o Rio Cachoeira. Ele corta a cidade, mas não tem mais a beleza que só os colonizadores alemães que aqui chegaram puderam ver.


Hoje ele é um rio de cor turva, se enche de água somente em dia de maré alta e sofre para respirar.


As margens do Rio Cachoeira, você caminha ao lado uma cerca viva florida e depara-se com um lindo e enorme pé de abacate em pleno exercício de "abacatar".


Pássaros rondando suas margens.


Não é preciso grandes investimentos, estudos e comissões de meio ambiente, para comprovação de que ali ainda há vida. 
Basta ver os peixes nadando. Parecem querer provar que ainda há tempo de salvar este rio.
Investimento precisa para limpar a sujeita de anos e anos de abandono.


Embora nem tudo o que se vê por aqui, sejam flores, mas é vida.


*Nota:  No dia de ontem, observando o Rio Cachoeira, vi uma tartaruga. Dedução: onde vive um jacaré, pode muito bem viver uma tartaruga. Sem celular ou máquina fotográfica, pedi para uma moça que passava correndo, para fotografar e ela respondeu que não podia parar seu treino. Esta é bem mais despreparada do que eu.

Clique aqui para ouvir o Hino de Joinville

Clique aqui para ver o vídeo do jacaré Fritz que vive no Rio Cachoeira

Descrição detalhada das fotos para acesso do deficiente visual (para saber mais clique aqui)
1- Foto do Rio Cachoeira com lindo verde na sua margem e aves no galhos. 2 - Foto da cerca viva que margeia o rio com flores vermelhas. 3 - Foto do abacateiro com seus frutos. 4  - Foto de um passarinho na beira do rio. 5 - Foto da água turva do rio com peixes nadando. 6 - Foto de uma preá na margem do rio. 7 - vídeo do Hino de Joinville - 8 - vídeo do jacaré Fritz que vive no Rio Cachoeira.


Um comentário: