segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

WhatsApp - Que monstro é esse?

                         



No meio da tarde de hoje gritei olhando para o meu celular:

_Parem! parem! vocês querem me matar, se afastem de mim!.

A cena que só eu enxergava, parecia a de um ataque de ferozes Pokemon Go no meu celular via WhatsApp. Algo em torno de quinze pessoas falavam comigo ao mesmo tempo. 

_"Grupos"? Isto é um verdadeiro inferno. 

Na conversa por este meio, me perguntam sem saber se posso responder, se estou disponível ou não, e o que é pior? Ficam incomodados quando a resposta não é imediata à urgência deles. 

-Pô.. te chamei no whats e tu não me respondes. 
Isso é o mínimo do que ouvimos.

Uma certeza está clara na minha cabeça. Que Pokemon Go que nada....monstro mesmo, criado e espalhado pelo mundo se apoderando e dominando as pessoas é esse que se chama WhatsApp. Enquanto o Pokemon Go aparece aleatoriamente em praças, parques, ruas, cidades, e é você quem vai atrás deles, se assim desejar, o monstro WhatsApp está instalado no seu smartphone de qualquer marca, num bolso, na bolsa, num bolso dentro da bolsa, em qualquer lugar.

Disfarçado de útil e de bonzinho por permitir a comunicação online em qualquer parte do mundo e com todo o mundo invade a tua privacidade sem escolher hora e lugar. Com a última atualização ele pode te rastrear, dizendo que é para uma "melhor localização". Invade a tua caixa contatos mostrando todos os que já foram dominados pelo mesmo monstro sugerindo que você os adicione. E assim mostrando o quanto é eficaz e poderoso começa a atirar notificações instantâneas.

A idéia do jogo PokemonGo é que você ande por aí para encontrá-los e capturá-los. Para isso, basta arrastar a pokébola que aparece na parte de baixo da tela na direção do pokémon. Ichh... perdeu feio pro monstro WhatsApp, que tem setinhas, carinhas, mensagens de voz, vídeos e desenhinhos dos mais variados para te iludir de que tudo não passa de uma grande brincadeira, de que somos todos amigos numa mesma rede, que podemos nos falar a qualquer momento, que estamos todos à disposição um do outro.

E o que é pior, eu nem preciso procurar o monstro WhatsApp, ele mesmo me encontra. Aquele alerta sonoro único e inconfundível avisa: 
_Tem mensagem. O monstro WhatsApp te achou e quer te dizer alguma coisa. É quando você, mais uma vez, cede a essa tortura viciante, abre a telinha e está lá o seu amigo dizendo: "kkkkkk". PERAÍ...

Algumas pessoas são mais difíceis de se deixar pegar pelo bicho. 

_Não gosto, não sei mexer com isso, muito mais fácil falar do que teclar. É o argumento.

Mas a tortura dos defensores do monstro WhatsApp é feroz sobre aqueles poucos que ainda querem fugir "deste admirável mundo novo". Sempre há treinadores infiltrados entre esses, para mostrar novas atualizações poderosas, sabotadores eficazes da idéia de quem se mostra resistentes.

Os estabelecimentos comerciais nos dominam com ofertas transformando o nosso celular em um verdadeiro ponto de venda. 
O monstro WhatsApp tornou-se parada obrigatória de reabastecimento de estoque inútil com 90 % de bobagens e atrai cada vez mais monstros para a mundo virtual.

Utilidade até pode ter, mas discernimento, nenhum. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário