domingo, 1 de julho de 2012

A Cultura do Pinhão.


Se você viajar pelo Paraná e Santa Catarina, durante os meses de abril a julho, você encontrará centenas de placas pelas estradas ou dentro das cidades dizendo: Vende-se pinhão cozido.
Em qualquer festa de São João, nesta região, o pinhão cozido, é uma tradição. Sem ele, a festa não tem graça.
O pinhão é uma semente (wikipédia) , que após cozido em água e sal, come-se, pressionando a casca para que a semente saia. Existem muitas receitas de comidas feitas com pinhão, entre elas, entrevero, farofa de pinhão, sopa de pinhão, e na última semana, experimentei strogonoff de pinhão (uma maravilha), no Restaurante Smania, em Joinville.
Servido de qualquer forma, a verdade é que, além de muito gostoso, ele faz parte da cultura do Paraná e Santa Catarina. E foi na região de divisa entre estes dois Estados, mais precisamente em Mafra (SC) e Rio Negro (PR), (cidades ligadas pela Ponte Cel Rodrigo Ajace) que fiquei conhecendo mais uma maneira de preparar o pinhão. É o pinhão SAPECADO.
Um cerimonial simples, tradicional e bonito, realizado na Fazenda do Funil que  dura cerca uns trinta minutos. 
1 - Faz-se um amontoado de  grimpa, que é o  galho seco que cai da própria árvore do pinhão.

2 - Joga-se o pinhão em cima da grimpa.

3 - Acende-se o fogo, formando uma labareda.

4 - Quando o fogo apagar, o pinhão estará pronto.

5- É só quebrar a casca e comer.

Muito bom e torradinho.


[editar]

2 comentários:

  1. Pois eu me atreveria a dizer, que das comidas típicas da América do Sul, o pinhao é ainda melhor que o amendoim...

    ResponderExcluir