sábado, 21 de junho de 2014

Luz Artificial na Arena da Baixada




Foto do Site oficial do Atlético-PT/Mauricio Mano, mostrando a estádio com a iluminação artificial.


Não sei com precisão, quando vi pela primeira vez uma reportagem, sobre esta tecnologia usada no campo de futebol da Arena da Baixada em Curitiba. 

Em 20.05 pp quando este assunto foi novamente ao ar na Rede Globo, mais uma vez eu não pensei em futebol, não pensei em Copa do Mundo, não pensei em Atlético Paranaense, muito menos na rivalidade que existe com o Coritiba, eu pensei no meio ambiente.

Li, vi e ouvi que: "O Atlético Paranaense está usando "sol artificial" para tratar o gramado da Arena da Baixada. A estrutura importada da Holanda emite uma luz artificial que facilita o desenvolvimento e o enraizamento da grama. Esse “sol artificial” é fundamental porque a cobertura do estádio produz sombras sobre o campo, o que prejudicaria as condições do gramado”. Reportagem completa neste link com mais fotos.

Neste país não há dois pesos e duas medidas quando o objetivo é ganhar dinheiro. Há dez, vinte, cem pesos e medidas e milhares de critérios de acordo com os interesses.

Se é para ter um gramado do campo de futebol bonito e viçoso, não é preciso ter preocupação com o meio ambiente ou em economia de energia elétrica. 

A alta tecnologica importada, foi mostrada como motivo de orgulho. Fica a pergunta: Orgulho de que?

Do belo estádio? É verdade. Projetar e construir um estádio, talvez não tão bonito, mas de maneira que a luz do sol penetrasse naturalmente ou qualquer outra forma menos agressiva ao meio ambiente, não fosse motivo para tanto orgulho.

Sobre o quanto tudo isso vai representar em custo ao clube, realmente só a eles interessa, mas no que diz respeito ao meio ambiente, não. E, se esta alta tecnologia, não compromete o meio ambiente, nada foi dito nas reportagens.

Fico admirada, indignada e sem palavras.


2 comentários:

  1. Raquel, acabo de pesquisar aqui, posto que o Borussia também utiliza esse sistema de iluminacao artificial e nao há nada que deponha contra, salvo o custo energético, mas que é compensado pela manutencao da grama, que nao precisa estar sendo reposta anualmente(explicacao do nosso Guia, ao visitar o Estádio, ontem).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O custo energético, já seria um motivo mais do que suficiente para buscar outras opções. Obrigada por seus comentários sempre, acrescentando alguma informação. Abraços. Raquel

      Excluir