terça-feira, 25 de agosto de 2015

DOM QUIXOTE EXISTE.


A relação me faz enxergá-lo dentro de uma armadura de ferro adquirida por sua formação militar. 
Um verdadeiro caminhante do mundo. Riqueza em conhecimento. Cultura adquirida por experiência em países por onde cavalgou.
De raciocínio lógico e rápido como o que o personagem escondia inteligentemente por detrás da máscara romântica e sonhadora que usava.
_Ou seria o contrário? Não sei. Só sei que ele tem sensibilidade e inteligência e a usa com maestria.

Tem em si literalmente o espírito defensor da pátria de um Dom Quixote.
Estudioso. Leitor assíduo. A visão alucinadora dos moinhos de vento ele tem em forma real de apoio de livros para estante em casa. Faz uso perfeito da linguagem adequada, da entonação mais ainda, adquirida pelo estudo do Direito.

O Dom Quixote, também economista, é o equilíbrio entre o sonho e a realidade. Sancho Pança, o seu amigo e parceiro, não está ao seu lado. Parece estar contido nele, a lhe escoltar no discernimento e racionalidade.


Humor sutil.  Um verdadeiro fidalgo de razão e do bom senso. 
Personalidade admirável. 
Dom Quixote existe e eu o conheci.

Descrição detalhada das fotos para acesso do deficiente visual (para saber mais clique aqui) Foto de uma escultura de Dom Quixote.

6 comentários:

  1. Vc está se referindo ao Ministro do STF Marco Aurélio de Mello?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quisera eu que esse post fosse uma piada...

      Excluir
  2. Empunha a lança e sai com o D. Quixote enfrentando todos os moinhos de vento que possam atrapalhar sua felicidade.
    Parabéns mais uma vez pelo brilhantismo da crônica.

    ResponderExcluir