quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

É Natal e Eu Falando de Caveira...


*Descrição detalhada das fotos para acesso do deficiente visual (para saber mais clique aqui)-





Caveira não só me remete à idéia de morte, como vejo nela o seu próprio símbolo.

Sua imagem é usada para indicar perigo em produtos que podem causar a morte, para mostrar um crânio após a decomposição, para aterrorizar criancinhas em histórias da carochinha ou em filmes de terror.

Associada a tudo que lembra baixa vibração, maus presságios ou energia negativa, eu nunca gostei de usar roupas ou acessórios com este motivo.

Hoje, eu aprendi mais uma.

Numa loja, uma vendedora ofereceu-me uma peça de roupa com estampa de cobra.

Disse-lhe não e comentei não gostar de usar nada que lembre cobra ou caveira.

A conversa continuou com ela explicando-me que caveira na roupa, significava renovação, a igualdade entre as pessoas, transparência e o poder de enxergá-las por dentro. 

Eu fui pesquisar sobre isso e não é que é verdade?

Estilistas, blogs de moda, todos confirmam esta ideia.

Mas, a renovação tão propagada, acontece após a morte, numa nova vida que surge, segundo eles. A igualdade é no sentido de que, após a morte, todos somos iguais. Sobre a transparência, dispensa-se maiores explicações.

Conclusão (minha): a ideia da caveira não abandona a da morte nem na roupa.

Em nenhuma das consultas, encontrei fundamento nas pesquisas sobre a origem deste significado, atribuído à estampa de caveiras nas roupas.

Parece argumento de quem "viajou" na criação da coleção, soube "brincar" com a moda e virou fashion.

Nada contra.
Mas daí a querer transformar esta nova visão, numa *vã filosofia...






Link da Imagem
Imagem de um anel de caveira, na cor dourada com laço de strass




Link da Imagem
Vidro de perfume com a tampa em forma de caveira

Link da Imagem
Sapato de salto alto todo de strass com desenho de caveira na sola



Link da imagem
Blusa listrada preta e branca com estampa de caveira na frente.


Salvei alguns links para quem quiser conferir.

Tania Oliveira: O Caveirisno Na Moda e Seu Significado

MYVia:  O Significado da Caveira na Moda

Blog do Salvo: O que Se Enconde por trás dos símbolos de caveiras em acessórios e roupas.
O único blog com referencia de pesquisa.



*Willian Shakespeare


Postado por







Raquel Ramos

raquel@superlinda.com









10 comentários:

  1. Raquel.
    > Bom dia.
    > Como sempre,li o seu blog e,como sempre, gostei.
    > O fato de na grande maioria das vezes não comentar não significa que não tenha lido e muito menos gostado. Apenas o deixar para depois para poder melhor amadurecer as palavras que terminam por deixar a oportunidade escapar.
    > Porém com esse especificamente não poderia me furtar porém prefiro faze-lo em particular.
    > 1) Inicialmente o que sempre me chamou a atenção é que você está sempre aproveitando as ocasiões que lhe surge a inspiração e logo logo aproveita a deixa e coloca no papel. Com esse não foi diferente. Uma ótima receita aprendida por mim e sempre relembrada por você que ainda não resolvi seguir.
    > 2) Se do ponto de vista dos criadores de moda, dos estilistas a caveira reflete o símbolo ali relatado e que você não concordava e ao pesquisar constatou ser uma realidade, permita-me dizer-lhe que o seu pensamento é o correto. Por que?
    > 3) A morte não é o início da vida e sim mais uma etapa da vida material do Espírito (alma quando encarnado) importante, necessária e indispensável para o progresso intelectual do Espírito.
    > 4) Ela só iguala as pessoas em um único ponto: vem para todos indistintamente.
    > 5) Como somos essencialmente Espíritos, ora encarnados (alma) ora desencarnados, somos indivíduos, únicos. Hoje sou Virgílio e você Raquel. Quem fomos no passado? quem seremos no futuro? o mesmo Espírito encarnado em outros corpos, com as caracterísiticas genéticas dos nossos antecessores porém, como Espírito herdando as características do próprio Espírito desde a sua criação bem distante por Deus. Tanto que na que na Bíblia temos o ensinamento seguinte: "Tu és pó e ao pó voltarás", referindo-se à matéria, complementada com outra: "Que o corpo volte à terra como era, e que o Espírito volte a Deus que o deu".
    > 6) Se somos indivíduos a morte não iguala (ressalvado o ítem 4), o Espírito ao desencarnar leva consigo todas as suas qualidades e defeitos. Se a morte nos igualasse todos, Deus soberanamente justo e bom não estaria sendo nem justo nem bom pois ao extinguir a material estaria igualando a todos que foram diferentes. Ou melhor dizendo: os maus se igualariam aos bons. Convenhamos que seria uma tremenda injustiça.
    > 7) Finalizando, sem demérito dos que assim pensam, o único que trata do assunto com bases sólidas é Allan Kardec no O Livro dos Espíritos e especificamente sobre o tema o capítulo III, intitulado Retorno da Vida Corporal à Vida Espiritual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Virgilio mandou este comentário por email e eu pedi-lhe que publicasse aqui. Não poderia privar vocês de uma aula de conhecimento da Doutrina Espírita. Obrigada Virgilio, seus comentário são sempre de grande valor.

      Excluir
  2. Olá Raquel! Muito interessante seu post. Não conhecia essa filosofia ou conceito sobre as caveiras. De qquer modo elas nunca me incomodaram. Pelo contrário, aprecio-as. Assim como a caveira, tb vejo renovação em cada flor que nasce e morre no vaso que tenho na janela da minha sala. Vejo tb a renovação observando meu corpo, meus pensamentos e sentimentos. Quanto a doutrina espírita, apesar de não ser seguidora fervorosa, é algo que me conforta e que me ajuda a entender melhor muitas coisas. Prefiro acreditar nos ensinamentos dos irmãos Allan Kardec e Chico Xavier a não ter crença em algo. Lindo final de semana pra vc. Grande BjO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vera, um grande abraço. Para mim, as caveiras não, mas Kardec tem muito o que nos ensinar.

      Excluir
  3. Raquel,
    Vivendo e aprendendo! Eu não sabia dessa da caveira significar tudo isso! Eita que quem foi que inventou isso tem muita visão de mercado, pois o que tem de caveira nas ruas! Acho que quase ninguém que usa caveira na roupa sabe dessa explicação! Boa esse seu post!
    Beijos
    Adriana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriana. É sempre bom saber o que está vestindo. não é? Um grande abraço.

      Excluir
  4. Oi, Raquel!
    Sabe que nunca pensei sobre a simbologia da caveira? Sempre a associei ao rock e dependendo do lugar onde esteja, ao perigo. A morte sempre fiz associação com a foice - a vida que é ceifada.
    Já na moda, no início pensei que fosse um protesto contra as cópias baratas das grifes famosas (viajei?), mas ultimamente tenho percebido que quem usava Hello Kitty, agora está usando caveiras. Vamos dizer que a caveira é a nova Hello Kitty?
    Não me lembro de ter usado caveiras, mas com relação à morte, tenho uma queda a acreditar no que o Virgílio comentou. Pois não aceito a teologia cristã que enquadra a morte em contextos cósmicos - Miséria, sofrimento e morte são castigos pelo desvio do homem de sua verdadeira vocação para o bem, portanto castigo pelo afastamento da bondade de Deus, simbolizado por Adão, que recebeu a morte física como paga pelo pecado - Por trás da morte física está o juízo final, ameaçador, misterioso, exterminador, que pode levar à condenação eterna a alma imortal. Em Ap 2,11 e 21,18 é denominada segunda morte. Assim, a morte é um problema central da história mundial para a fé cristã. A superação da morte é o ato de redenção de Cristo.
    Se Cristo como ser divino pode encarnar em um corpo físico, por que também não podemos virar estrelinhas? Pois existe essa crença também e não é coisa de criança! :D
    Bom fim de semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E assim um post nos fez conversar sobre a morte inevitável. Um grande abraço.

      Excluir
  5. Então... eu tenho pra mim que simbolismos é meio como datas comemorativas; tem pra tudo (tem até o dia da paçoca). Até onde eles têm fundamentos baseados na divagação de alguém ou raízes científicas ou filosóficas eu não sei...e nem sempre me atento a isso na prática, embora goste de saber por curiosidade (até porque algumas vezes evita que a gente use/faça algo que pode ser ofensivo pra cultura/religião de alguém . E essas são coisas maiores do que só 'gosto pessoal'.

    Mas falando em caveiras...Eu tenho uma caveira em casa (um 'corpo' todo rs) que ficava na clínica da minha mãe que é massagista. Ela não quis mais, veio pro meu quarto... Dia desses comprei um brinco de caveira porque estava a 1,00 ...é era bonito. Nada de simbologismos... apenas objetos.

    ResponderExcluir
  6. Adorei o simbolismo "tem pra tudo". É verdade...

    ResponderExcluir