terça-feira, 19 de abril de 2016

PRATICA JORNALÍSTICA NA FEIRA DO LIVRO DE JOINVILLE


Semana passada realizou-se uma nova edição da Feira do Livro no pavilhão de exposição do Centreventos Cau Hansen em Joinville.
Os alunos da faculdade de jornalismo Bom Jesus/Ielusc foram fazer a cobertura como atividade das aulas de Antropologia e Radiojornalismo.

O #superlinda aproveitou, fez uma pequena volta ao passado e deixa uma pergunta no ar.

Lembro delas, desde jovem e estudante íamos para Curitiba visitá-la quando ainda não havia em Joinville. O passeio, a feira, a viagem, tudo contribuía para que o evento se tornasse uma festa.

Hoje as Feiras do Livro sobrevivem heroicamente. As secretarias municipais, as escolas e alguns poucos pais continuam incentivando à cultura universal dos livros. Crianças motivadas sob a influência de quem lhes instruem, arregalam os olhos diante da quantidade e variedade. 
Desenvolver o gosto pela leitura é fundamental. A sociedade precisa de pensadores. Na descoberta das letras as crianças se deslumbram e se tornam devoradoras de livros.
Mas o que será que acontece no trajeto entre a infância, passando pela tumultuada adolescência até alcançar a idade adulta, com o gosto pelos livros? Por que tantos o abandonam no meio do caminho?

Escolhi por fazer o registro dos alunos jornalistas em atividade.
    Luiza Grilli, Leonardo Fernandes e Camila Silveira Rosa.


       Kaue Vezentainer, Mateus Tidre, Bruna Romão e Thaline Cardoso.

      Helena Bosse 

      Laura Bona Moll, Jessica Ramiro Pereira, Letícia Demori e Larissa Hort.

       Liandra Tank e Mariana Costa.

     Thuany Marcelino

Descrição detalhada das fotos para acesso do deficiente visual (para saber mais clique aqui  Fotos dos alunos jornalistas, com os nomes escritos nas ordem da direita para a esquerda, na Feira do Livro de Joinville.

Nenhum comentário:

Postar um comentário