terça-feira, 12 de abril de 2016

SÍNDROME DO CORAÇÃO PARTIDO


Uma pesquisa feita na Universidade da Dinamarca e apresentada pelo Jornal Bom Dia Brasil da rede Globo, comprova que a perda de um grande amor pode levar até a morte.
Chamada a Síndrome do Coração Partido, segundo a pesquisa internacional, ela afeta a saúde e aumenta em 41% o risco de arritmia, em caso de morte do parceiro ou familiar.
Quem já enfrentou uma desilusão amorosa, sabe o quanto dói um coração partido. Conclui a pesquisa.

Mas há também a dor do amor interrompido não pela morte. O amor não correspondido pode ter a mesma intensidade e causar uma patologia tão grave quanto a provocada pela perda da morte. Quem garante é o psicólogo Ailton Amélio, que criou a Teoria do Desapaixonamento. 

Para amar é preciso ter admiração e esperança na reciprocidade. É na inversão desses valores que o psicólogo trabalha. Ele garante que é como por os pés no chão. O exercício é feito buscando encontrar as imagens ruins do outro sem distorcer as verdades, apenas separando o que é real do que é imaginado.

E é aí que os castelos se desmoronam, os encantos se acabam e as síndromes se curam.

5 comentários:

  1. Acabou o encanto acabou tudo!
    Simples assim.. Eis o que chamo de morte em vida... Sim uma vida dedicada ao outro e que de repente nao tem mais o outro...
    somente o tempo, a vida e quem ja viveu tudo isso sabe explicar ou entender tudo o que se passa em tão pouco tempo após descobrirmors que estamos sós no meio de gente.
    Sabe que admiro a forma que colocas os sentimentos em teus textos.
    Perfeitamente normal.. Mas sobretudo és uma guerreira e vencedora... Tuas lutas todas tem e terão vitórias
    Continues sendo exatamente esta mulher de classe.
    E lembre-se teus filhos te escolheram como mãe.. Nao foi tu que os escolheu... E esta sendo o melhor dos exemplos que eles puderiam ter

    Com admiração

    Teu amigo e admirador gaúcho
    Profeborto
    Www.epensarnaodoiblogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quão belas palavras caro mano gaúcho, para definir uma situação um tanto quanto difícil de lidar. Quem não sofreu por amor, que atire a primeira pedra. Abraços grande mestre ProfeBorto.

      Excluir
    2. Meu amigo sempre com comentários confortantes.

      Excluir
  2. Minha vizinha entrou em depressão profunda, foi ficando na cama. Há 10 anos sua musculatura é atrofiada, não fala direito mais. Acha que o marido morreu. Brinco muito com ela, vou lá para cantar músicas da época em que ela adoeceu. Sabia que isto leva a pessoa a estado vegetativo, mas conviver com uma pessoa mais jovem que eu nesta situação é impressionante. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marilene. é muito difícil a situação. beijo para você.

      Excluir