terça-feira, 8 de dezembro de 2020

A 112ª Flag do SuperLinda veio da Albânia

Arte feita com superposição de imagens. Ao fundo o mar das praias do Adriático sobre ela o print do registro da flag do Superlinda no site Flagcounter, de cor branca com gráficos de cor azul. Na parte superior, lado esquerdo, a bandeira do Brasil e lado direito a bandeira da Albania de cor vermelho com escudo de cor preta no centro.Na parte superior do card está escrito, em letras brancas, o  título do post e na parte inferior em cor verde o nome do blog.

O turismo ainda é muito recente e pouco se sabe sobre esse país. Mas, já se fala muito no belo litoral adriático e dos preços baixos. Uma descoberta feita e bem aproveitada pelos italianos e gregos.

Além das praias de águas translúcidas, o país tem uma rica história, há  castelos, sítios arqueológicos. Porém o que mais os viajantes da Albânia reportam, sobre as particularidades deste país, são os mais de 100 mil bunkers construídos pelo ditador Enver Hoxha.

Ela já foi considerada a nação mais fechada da  Europa. Viveu durante 40 anos sob regime comunista, do período pós-guerra até o fim da ditadura em 1985. Os bunkers foram construídos para proteger o país das invasões estrangeiras.

Se por um lado a Albânia ficou isolada do mundo, por outro, alegam que essa “proteção” seria o motivo da preservação da natureza e o bom estado de conservação que o país se mantém. A capital é Tirana com destaque para a praça Skanderberg, Museu de História Nacional e a Mesquita Et'hem Bey. 

Bunkers são construções, parcial ou totalmente embaixo da terra, feitos para resistirem aos ataques de guerra. Os da Albânia são construções arredondadas, acinzentadas feitas em concreto. Distribuídos pelo interior, praias, montanhas, vales e praças. Hoje,  funcionam como museus para exposição da história.

 

Encontrei e recomendo dois blogs com excelentes informações e fotos da Albânia. 

Autoentusiastas 

Archtrends


Legenda de foto para acesso do deficiente visual. #pracegover.  Arte de Leticia Rieper.

- Seu blog dá acesso ao deficiente visual?     

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário