quarta-feira, 31 de agosto de 2016

OS PODERES DA EVIDÊNCIA



Arte Iugui Comunicação

Seu eu fosse Thor, o deus do trovão, eu teria beleza, força, velocidade, resistência sobre-humana, longevidade, capacidade de controlar elementos da tempestade. Mas importa é que tempestades vão e voltam. Já me basta.

Nem Sun Tzu me acalma mais com mensagens de "Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas". Não quero estratégias milenares de calma e paciência. Tenho urgência em transpor o tempo. A ordem agora é blindar.

Inspirada nos “hiper-mega-power” heróis, estou em busca de superpoderes. A associação de alguns deles poderia trazer grandes resultados. Soltar teias, por exemplo, capazes de grudar e imobilizar, como tem o Homem Aranha. Mas não quero teias para me grudar em pessoas, e sim delas me soltar. Talvez assim eu conseguisse controlar meus instintos mais primários e não me transformar tantas vezes no irado Hulk. Dele eu queria ter só a capacidade de levantar e lançar para o ar – no meu caso lançar as pesadas experiências mal sucedidas da vida, assim como o monstro selvagem faz com o tudo o que encontra pela frente, quando em estado de fúria.

Não. Não desvalorize o poder do Homem Formiga: controlar sua própria altura e massa, seja para ficar maior ou menor e assim se comunicar com os insetos, pode parecer inútil. Mas, cuidado, não menospreze minúsculos seres, eles podem ser peçonhentos.

Como mulher, nenhum poder deveria me atrair mais dos que os da Mulher Maravilha. Super força, velocidade e poder de regeneração. Regeneração? Esse, se eu não o tivesse, já estaria desmilinguida. Mas aliviaria se juntasse a esse poder a leveza do poder de voar do Super-Homem. Mesmo com o risco de ir morar no infinito eu não viraria constelação. Meu mundo ainda é aqui.

De mágico eu queria o anel do Lanterna Verde, capaz de realizar pela força de vontade os desejos mais íntimos da minha imaginação. Mas nada disso adianta se eu não tiver os poderes do Capitão América. Sua inteligência, seus reflexos, resistência sobre-humanas e a capacidade de aprendizado.

Se não temos VIDÊNCIA, CLARIVIDÊNCIA, que ao menos tenhamos poderes para perceber AS EVIDÊNCIAS.


Descrição detalhada das fotos para acesso do deficiente visual (para saber mais clique aqui  - 1 Foto  - Arte feita na cor rosa/vinho a partir de uma foto (minha) original recostada num sofá trabalhada com fotos dos superheróis.

4 comentários: