quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Uma selfie com a Princesa




Quando Francisca Carolina Joana Leopoldina Romana Xavier de Paula Micaela Rafaela Gabriela Gonzaga de Bragança casou-se com o príncipe de Joinvile (filho do rei da França com a rainha de Nápoles), e com ele foi morar na França, quem já era a princesa do Brasil tornou-se também princesa de Joinvile e infanta de Portugal.

Lapidada com o requinte da educação francesa recebida pela Casa Real de França, ganhou o título de La Belle Françoise e a admiração de toda a corte.

Assim é a Princesa Dona Francisca. 
Sua imagem é um símbolo da cidade de Joinville, perpetuada por Fritz Alt na escultura que sempre esteve exposta a céu aberto na tradicional Rua das Palmeiras, a Alameda Brustlein, em frente "à sua casa", transformada no Museu do Imigrante.

Hoje a peça exposta é uma réplica, leia-se original pós-morte, feita a partir do molde tirado do original. Esse trabalho é do artista Pita Camargo que executou a mesma técnica de fundição usada por Fritz Alt. A obra original foi recolhida e fará parte do acervo do museu que leva o nome do escultor, visando resguardar a escultura original da ação de vândalos. 

Elogiável o projeto  da psicológa Wilka Seto-Gehlen para preservar, esta e outras obras do escultor Fritz Alt.              


Nota: A correção do termo "réplica" para "original pós-morte"  foi feita com base no comentário da autora do projeto Wilka Seto-Gehlen.          







Descrição detalhada das fotos para acesso do deficiente visual (para saber mais clique aqui  - 1 Foto em selfie com a escultura da princesa. 2 - Foto de costas ao lado da escultura com o endereço do blog nas costas da jaqueta. 3 - Foto da Rua das Palmeiras com o Museu do Imigrante nos fundos. 4 - 5 - Foto de uma pequena construção ao lado do Museu que é o Auditório Dona Francisca. 6 - Foto de toda a extensão da rua das Palmeiras. 7 - Foto da entrada do portão com a placa de acesso onde está escrito Museu do Imigrante. 8 - Foto da placa de rua com a indicação do antigo nome da rua das Palmeiras, a Alameda Brustlein.

2 comentários:

  1. Muito obrigada por divulgar nosso projeto, Raquel! O termo correto a ser usado é original pós-morte, não réplica. Um Beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Wilka! Farei a correção. Obrigada. Belo trabalho.

      Excluir