segunda-feira, 15 de julho de 2013

O Dia do Homem

*São cinco fotos do Ricardo, em dias diferentes. A primeira ele está segurando uma cuia de chimarrão, na segunda é uma foto dele comigo, a terceira é ele atravessando uma estrada alagada pela chuva, outra é uma foto que eu bati dele com a máquina fotográfica na mão, uma onde ele está no meio de um campo e a maior de todas é uma foto aproximada do rosto virado de perfil.





HOMEM 

Ahhh!...vá...mulheres, não façam pouco caso.
O que seria de nós sem eles?
Quem mais nos leva aos extremos?
Do amor ao ódio.
Do êxtase ao delírio.
Do riso às lágrimas.
Um autêntico objeto de desejo de todas nós.
Mesmo quem diz que não quer, quer.
Mulher que não tem acesso, olha em figurinha rsrsrs
Eles e só eles são capazes de fazer e levar uma mulher, do luxo ao lixo no quesito sentimento.
É verdade sim, você sabe que é assim.
Faço este post hoje, para declarar meu amor ao meu homem Ricardo, meu Richard.
Sempre ao meu lado, 
Na alegria ou na tristeza
No saúde ou na doença
Por gosto ou por desgosto! 
Tres expressões em forma de brincadeira, que usamos quando queremos amenizar alguma situação "delicada",
É uma espécie de "Não Importa Onde, Importa Juntos".
Meu lindo! minha vida!
Te quero!

2 comentários:

  1. Lindissima declaração de amor Raquel. Como comentei hoje em um post de uma amiga no Facebook - é preciso amar e declarar-se, declarar ao mundo inteiro o amor que se sente. O amor verdadeiro, que para mim, aconteceu depois dos 50 anos, pressupõe "guarda baixa", pressupõe "cumplicidade", pressupõe "fidelidade" acima de tudo, não só a fidelidade sexual, mas a fidelidade aos principios que constroem o amor a cada dia. A confiança em que o(a) outro(a)ama você de verdade e portanto, só lhe quer o bem, faz diminuir os atritos que acontecem no dia a dia...
    Amo minha Polaca e faço questão de declarar o meu amor por ela a tantos quantos for possível... ...Talvez se nós declarassemos o nosso amor incansavelmente, dia após dia, a frequência das declarações, tornasse tão comum declarar-se, que mesmo os que não amam, passariam a amar, pelo costume de ver declarações de amor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito Roberto. Não economizo minhas declarações de amor.

      Excluir