segunda-feira, 22 de julho de 2013

O Papa Francisco

Papa Francisco embarcou carregando uma maleta.
(Foto: Riccardo De Luca / AP Photo)
*Foto do Papa Francisco subindo as escadas do avião em que viajará para o Brasil. Esta todo vestido de roupa de cor branca e carrega uma pasta de couro preta na mão.

Num voo da Alitalia o Papa Francisco esta chegando ao Brasil.

Conversará com os repórteres, mas não responderá a perguntas, durante o voo. Conhece a situação do Brasil e não teme por sua segurança, foi o que informou Ilse Scamparini, repórter da Globo, que está entre os jornalistas que o acompanham na viagem.

Ele é espontâneo, a proximidade com o povo, e a simplicidade como o povo, parecem ser suas características, anunciam os analistas.

Com tantas notícias de corrupção e escândalos de pedofilia, o Papa parece blindado a tudo isto. Tal é o olhar, a idolatria, o encantamento, que aparece no semblante das pessoas. 
Parecem inebriados por uma bruma envolvente.

As notícias vem de além mar, ainda de dentro do avião, pelo ar. O Papa está ansioso para se encontrar com a juventude católica que o aguarda no Rio de Janeiro. 
E assim crescem as expectativas da sua chegada. Os corações aceleram e as lágrimas emotivas enfileiradas prontas para cair dos olhos.

A única notícia que concorre com ele é a do nascimento do(a) filho de Kate e William. E que se nascer hoje, será associado as graças de Deus e da chegada do Papa ao Brasil.

Os problemas políticos brasileiros....esqueçam.

Ainda nem sabemos se podemos confiar  em seu ar de bom menino, de pastor, de homem de bem.

Parece que em se tratando do Papa, tudo pode...

Essa força é tão grande, que chegam a esquecer que ele é argentino e que em terras brasileiras pediu um espaço para se encontrar a sós com a nação argentina.
tchan...tchan..tchan...Cuidado poderá haver uma tentativa de golpe de Estado.

Só o poder de Deus....

Ninguém quer saber o quanto estamos gastando. Só em combustível para carros e helicópteros da sua segurança, é uma fortuna. 
Se não alguns hospitais, mas com certeza muitos leitos e equipamentos hospitalares poderiam ser comprados.

O que vale mais? Curar a dor do corpo e da doença ou a da alma causada pelos pecados cometidos?

Não sou contra não, eu mesma já fui a Roma(click aqui) e fui ao Vaticano só para ver o Papa. Sou católica e acredito em Deus. 

Só quero compreender o comportamento e a carência afetiva dos homens.


3 comentários:

  1. Creio que o Papa tem poder, e poder exerce muito...poder sobre as pessoas.
    Seja no campo religioso,afetivo ou mesmo governamental.

    Pais, mesmo quando não bons pais, não é dito ao filho 'pai é pai', como se isso a ele tudo perdoasse?
    O cara que até ontem era um humorista que a maioria nem achava engraçado, mesmo praticamente não sabendo ler e escrever, vira deputado e então passa a ser respeitado, tratado por 'doutor'.

    Ao Papa é dado o poder de 'representar os designos de Deus na Terra', pra quem acredita nisso, acho normal esse encantamento e adoração.

    parte do mundo quer saber de um bebê real, mesmo sem nunca nem ter passado pela Inglaterra. Não sentimos adoração por pessoas que não conhecemos só porque são nossos 'ídolos'?

    Como eu disse no meu post, que não sei se vc leu porque não comentou sobre, mas o problema, pra mim, é que as pessoas costumam misturar uma coisa com outra coisa.

    como na época das copas das confederações onde o povo fez passeatas falando do contraste em construir estádios num país precisando de escolas e hospitais. Como se esse dinheiro já não existisse no país muito antes de se pensar em estádios, ou seja, escolas e hospitais não deixaram de ser construídos porque a grana foi pra copa. E todo jornal mostrava essa carência diariamente no país,mas cadê o brasileiro ir protestar? Até parece que o que a turma queria era mais atrapalhar a copa .

    Assim como a visita do Papa no país e os problemas do país são duas coisas diferente. A mídia pode até trocar um pelo outro, porque mídia vive do ibope que os ouvintes/telespectadores/leitores dão as notícias.
    São os brasileiros que vão esquecer dos problemas do país ou vão falar deles usando a visita do Papa como referência e vão escrever nas suas redes sociais comentários inflamados, outros 'divertidos'. Vão ser sarcásticos, irônicos... Eu acho uma pena. Creio que a visita do Papa devia ser um assunto interessante ao católicos crentes em que o Papa representa a igreja que eles seguem.

    Mas e quem aguenta perder uma oportunidade de fazer um pitaco jocoso ou maldoso? ainda mais porque é o tipo de pitaco que rende retuítes e compartilhamentos...um tentador poder que quem está no mundo virtual quase nunca resiste se puder ter.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Respondido no seu post. Obrigado pelo comentario.

      Excluir
  2. Eu tenho uma opinião bem segura sobre o assunto, mas decidi não me pronunciar porque sei que as pessoas tendem a confundir liberdade de expressão com ofensa. Tenho certeza que muita gente se sentiria ofendida e pra evitar isso vou guardar minha opinião aqui comigo. Deixa ela quietinha!! Ehehehehe.
    Bjks e muito obrigada por tua visita!!!

    ResponderExcluir