terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Assisti o Filme A TEORIA DE TUDO




Diretor: James Marsh
Atores:
Eddie Redmayne, indicado ao Oscar de Melhor Ator/2015
Felicity Jones 
Tom Prior


Conta a história, o drama, a luta e a vida de Stephen William Hawking, considerado um dos mais importantes astrofísicos de todos os tempos, diagnosticado aos vinte e um anos com esclerose lateral amiotrófica. 

Não fosse a indicação de Monica Bayeh de que o filme não é triste, eu não teria ido assistir. Sou avessa a filmes que me deixam down.

É uma história que se não fosse real, eu simplesmente diria isto é coisa que só acontece em filme

A interpretação do ator principal é espetacular. Ótimo comentário neste link.



Mais do que falar sobre o tema do filme, da doença, da física ou matemática, deixo aqui a mensagem que li na questão relacionamento.

O amor é para sempre e eterno. Mas necessariamente não com a mesma pessoa.

Entender a cabeça e o comportamento de uma mulher jovem vivendo com um homem doente, me parece fácil.

Incrível é a constatação do que se passa na cabeça de um homem mesmo estando fisicamente em total estado degenerativo.

Enquanto há vida, não é só a esperança que há. Há também o desejo, a paixão e o sexo da forma que só seus pensamentos podem sugerir.

Não é teoria, é realidade.

FILME EXCELENTE.


Descrição detalhada das fotos para acesso do deficiente visual (para saber mais clique aqui) -  1 - foto do banner de divulgaçao do filme com os dois atores principais deitados um ao lado do outro. 2  - foto de uma cena do filme do ator Eddie Redmayne, quando o personagem já estava em cadeira de rodas.

Um comentário: