segunda-feira, 13 de julho de 2015

FIM DO PRIMEIRO SEMESTRE - JORNALISMO

Pirâmide invertida, notícia jornalística, discurso direto, lide, fonte, compromisso com a informação, o fato principal, o novo, norma jornalística, ética, fotojornalismo, eram palavras que para mim não faziam qualquer sentido.

Tão impulsiva quanto foi a decisão de entrar para a faculdade de jornalismo em janeiro desse ano, foi a vontade que tive de largá-la ao final do primeiro bimestre.

Dificuldades é o que não nos faltam.

Sair da zona de conforto dói e muito. Se precisamos de coragem para começar, precisamos muito mais para desistir. Encarar a decepção dos que se orgulharam de nossas atitudes foi o que me impediu desse ato.

Certa vez desabafando com uma amiga, ouvi não como um conselho, mas como um comentário: não sei não, mas a impressão que tenho é que essa faculdade ainda vai te trazer muitas alegrias.

Olhando para uma das tantas #seelfiesdequinta, pensei: se eu desistir amanhã vou olhar para essas carinhas recebendo seus diplomas e vou pensar: pôxa eu poderia estar lá.

Com meus filhos, nem cheguei a cogitar. Eles ficariam indignados (risos) com tal atitude que nunca viram em mim.

E por último quando me flagrei explicando para outra amiga, o significado das palavras citadas lá na primeira linha, comentei: Olhe só quanta coisa eu já aprendi.

São termos que todo leitor de jornal tem contato diário. Olha para eles, mas não enxerga. Está é a arte do jornalista. Dar a notícia usando a pirâmide invertida e discurso direto. Informar na lide o fato principal e dizer objetivamente quem, o quê, onde, como, quando e por quê, de uma forma que você leia compreenda sem se dar conta de que existe uma norma de escrita jornalística .

Terminou o primeiro semestre e estou "Aprovada". Continuo o segundo com um problema a menos. A indecisão de saber se desisto ou continuo. A fase da adaptação da vida de estudante passou e só algo involuntário a minha vontade fará eu abandoná-la. 

Os próximos anos passarão de qualquer jeito, eu seguirei a pleno.

Descrição detalhada das fotos para acesso do deficiente visual (para saber mais clique aqui  Montagem de fotos de vários momentos deste primeiro semestre da faculdade. 

4 comentários:

  1. Preda Ramos!

    Guria, mas que baita exemplo tu dá para toda esta gurizada que anda bobeando por ai tchê.
    Me enchode orgulho de ver alguem da minha geração no meio destes guris e gurias... Como quem diz, não tenho idade... Tenho vida!"

    Mas que lindo não so tua ideia e projeto, como esta filosofia abençoada de vida.
    Feliz em ter como amiga uma prenda deste quilate, desta classe e, sobretudo, a humildade de ir atás,buscar o que realmente quer para poder dizer: EU SEI!

    Com toda Minha admiração

    José Carlos Bortoloti
    Jornalista e Prof. de Comunicação
    Passo Fundo - RS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já recebi o aviso de correção da falta do "N no Preda" leia-se Prenda. Obrigada pelo carinho Borto. Adorei a frase: ...não tenho idade...Tenho vida".

      Excluir