quarta-feira, 1 de julho de 2015

Os Haitianos no Brasil




imigração haitiana no Brasil é um fenômeno que ganhou grande dimensão após o terremoto que abalou o Haiti em 12 de janeiro de 2010 provocando a morte de mais de 300 mil pessoas.

A opinião que sempre tive sobre os haitianos que migram para o Brasil, encontrei respaldo nesta reportagem da Folha de SPaulo.

A presença deles assusta a todos nós brasileiros. Preconceituosamente achamos que eles vieram para nos roubar. Roubar nossos empregos é o mínimo que pensamos deles.

Brasileiros, não se iludam. Os haitianos que vêm para cá são educados, trabalhadores e principalmente politizados. Sabem o que vão encontrar e as suas garantias como estrangeiros.
Enxergam o Brasil, assim como os brasileiros enxergam os EUA. Uma terra promissora para as suas ambições. 

Diferente dos brasileiros que no estado americano se submetem a viver clandestinamente, aqui quando eles chegam dirigem-se aos orgãos competentes para garantir o exílio. 

Em janeiro, notei um sotaque diferente num "carinha" que me serviu isca de peixe e caipirinha na beira da praia e perguntei-lhe:

_ Você está falando meio espanhol meio português comigo porque pensa que sou argentina?_essa é uma época de muitos argentinos nas nossas praias.

Para minha surpresa, ele educadamente respondeu:

_Não. Sou haitiano.

No Posto de Gasolina, ao ouvir a voz com sotaque estranho do frentista, desta não errei e perguntei:

_Você é haitiano? 

Confirmada a procedência, ele disse chamar-se Assilim. Está há dois anos no Brasil. Veio com a mulher e deixou dois filhos no Haiti. Dois filhos com mulheres diferentes que ficaram com as mães.

A mesma educação, uma fala mansa, não fez cerimônia na hora de posar para a selfie.
Simpatia num belo rosto que não esconde uma certa tristeza no seu olhar.

#shellnosuperlinda

Descrição detalhada das fotos para acesso do deficiente visual (para saber mais clique aqui) Foto selfie com o haitiano Assilim usando uniforme de frentista do Posto de Gasolina da Shell.

Nenhum comentário:

Postar um comentário