terça-feira, 8 de março de 2016

ESTUDO DA HISTÓRIA DO JORNALISMO VIA REDE SOCIAL


Tenho defendido que a modernização dos métodos de ensino é a única saída para a aprendizagem  em qualquer nível escolar.
A atividade proposta pela professa Amanda Miranda da disciplina de História do Jornalismo/Ielusc é um exemplo. 

Abre parênteses. No #superlinda fala-se de tudo. Assunto inovador e interessante mais ainda. Amanda é minha professora e não tenho nenhum constrangimento em elogiar este seu trabalho. Sou ética. Fecha parênteses.

Ela criou a página Imprensa em Pauta no Facebook. Os alunos, uma vez por semana, todas as 2as feiras, devem fazer um post sobre um assunto relacionado à matéria. Depois em aula devem dissertar sobre a pesquisa feita. 
Além do post obrigatório, em grupo, qualquer aluno pode fazer postagens individuais, devendo expôr em classe sobre o tema levantado.

É uma atividade dinâmica, de pesquisa, de estudo e exige argumentação. Além de valer como ponto na nota, todos querem ser elogiados e ter a publicação comentada.
Começo a notar uma certa competição, muito positiva, entre os alunos. A cada semana queremos apresentar um assunto mais interessante do que o da semana anterior.

Aos sábados é lançada uma pergunta na página. O #quizz. Quem acerta ganha mais um ponto para o seu grupo. Mas não basta acertar, tem que justificar e argumentar. 
Sim. O #quizz é no sábado. Um dia em que todos pedem por descanso, a professora lança esse desafio como atividade. Afinal para jornalista não existe sábado.

Ontem fizemos uma postagem. O "nosso grupo" formado por Luiza Grilli, Camila Silveira Rosa, Leonardo Fernandes, Alessandra Pollis mostrou algumas das mudanças ocorridas no jornalismo brasileiro entre 1920 a 1950 e que foram notícia na imprensa joinvilense no mesmo período. Selecionar tudo o que lemos foi nosso maior problema.

_ Período em que Assis Chateaubrian compra vários jornais e cria os Diários Associados. Em Joinville, o Jornal de Joinville, que circulou até 1980, era o diário que pertencia à esse grupo.
Encontramos anúncios chamando meninos para vender jornal nas ruas. É o surgimento da figura do jornaleiro. A comunicação de cobrança de assinatura. Esses dois fatos comprovam o interesse comercial que passou a existir na imprensa. Até então, os jornais eram distribuídos à base de panfletagem. E a notícia da primeira aplicação da Lei da Imprensa em Joinville.
        
                                 
                           
  


 Descrição detalhada das fotos para acesso do deficiente visual (para saber mais clique aqui)  1 - Print da página do Facebook com a publicação na página Imprensa em Pauta. 2 - Foto da página do Jornal de Joinville destacando que faz parte dos Diários Associados. 3 - Foto da página do jornal anunciando a cobrança de assinatura. 4 - Foto do anuncio contratando meninos para venda de jornais. 5 - Foto da nota informando a primeira aplicação da Lei de Imprensa em Joinville. 6 - Foto de Leonardo, Luiza e Raquel no Arquivo Histórico.
   
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário