quarta-feira, 9 de março de 2016

PÔ MANO! SEJE MENAS





YAAAASS!!!!!

Prá quem é parça e brother de fala presidenta, esse troço de não precisa lê...esses cara...tchipo...Camões, Almeida Garret (pô nem conheço o cara)... bicho...nada avê mesmo...muito old, tudo já morto...

Rapaziada tá mais afim de conspirar no pancadão...style...top...tá ligado? Pô meu...

Se pá...FLWS....MEC. aê ...na boa... nóis TMJ nessa...dando moral procêis.

Sinhê é isso aki que tamo cultivando. Uma cultura tchipo arregaça essa parada.


BTW U.U naum demora vamo forgar só de snapchat ferver.


O texto acima foi a melhor forma que encontrei para comentar o post Assassinos da Língua Pátria no blog do professor José Carlos Bortoloti. Ele trás a proposta do Ministério da Educação que exclui, até o próximo mês, a obrigatoriedade do estudo das obras literárias de Camões, Eça de Queiroz, Fernando Pessoa, Almeida Garret, Jose Saramago.
Não é o povo brasileiro que não tem cultura são os nossos dirigentes. Infelizmente eles são os responsáveis pelo conteúdo passado aos estudantes de hoje, que ocuparão os lugares onde aqueles estão. Jovens que por não terem tido esse ensinamento também não acharão importante passá-lo para frente. E assim sucessivamente, a cultura do brasileiro vai entrando cada vez mais em declínio.
Mas para que cultura, não é mesmo? Pensar dói e faz o povo raciocinar. Isto é muito perigoso para quem quer se manter no governo.


Professor, 
A 9idade é bad. Vamo stalkear, fica na responsa dos amg. Mano, boto fé.Tá ligado? #fikdik

VLW? BLZ?





Links consultados: 



Sinhê - sim

Naum - não

amg - amigo

BTW - falando nisso

cmg - comigo

D - de

FIKDIK - fica a dica

FERVER - for ever - para sempre

Blz - certo

Forgar - tirar uma onda

9idade - novidade

Old - algo antigo

stalkear - vigiar a rede social dos outros

U.U. - ser melhor que, se achar melhor que

Seje menas - qdo alguém esta exagerando

VLW, FLWS - valeu, falou

SQS - só que sim

SQN - só que não

Obri

Snapchat - aplicativo de foto 


4 comentários:

  1. Almost Jornalist!

    Ri alto mesmooooo... Primeiro pela simetria que destes a duas linguagens baseadas em uma proposta *horripilenta", éverdade, e disso construiu um texto com as devidas separações culturais.
    O que somos com todos estes grandes literatos e o que, certamente, encontra em meio a "gurizada" que frequentas contigo a faculdade. As outras claro, esperando que, ao menos a de jornalismo, nao utilize esta paupérrima linguagem.
    Congratulações, redação baseada em outra com qualidade e assertiva impecável.
    Feliz por tê-la inspirado.
    Feliz que tenha transpirado conosco.

    Sucesso guria.
    Baita abraço de admiração

    José Carlos Bortoloti
    Passo Fundo - RS
    www.epensarnaodoi.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Algumas gírias nem conhecia.
    Reportou muito bem um linguajar que detesto, não fico perto... 'vou de ré'.
    E assim vão retirando a cultura, com o objetivo de enfraquece-la cada vez mais. Até que fique somente o acima descrito. Hora de voltarmos a ter em casa as antigas enciclopédias, coleções de escritores e assim por diante. Biblioteca como patrimônio.

    ResponderExcluir
  3. Agradeço por ter citado a fonte, coisa que poucos fazem hoje em dia) mas escreveu a palavra fankeiros, que não existe... E acho que você fez uma associação que não é lá muito correta, a pessoa gostar de usar gírias não quer dizer que não tem domínio apropriado da língua portuguesa! Eu gosto de usar gírias no dia a dia, conversando com os meus amigos, mas em outros ambientes mais formais eu vou conversar de forma "normal"...

    No mais concordo com o seu texto, apesar de não gostar nenhum pouquinho de Camões ou Saramago kk. Uma coisa que me entristece muito é ver as pessoas reconhecendo a importância da leitura mas ao mesmo tempo não tendo a coragem de comprar um livro de 15 reais, de ir até a biblioteca da escola e pegar um livro emprestado ou mesmo de baixar em 2 minutos um arquivo PDF na internet utilizando o celular ou tablet e ler enquanto está em pé no ônibus...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Imperador do Funk, vou colocar uma nota de correção sobre a palavra "fankeiros"feita por você. Agradeço muito seu comentário.

      Excluir